“Descubra como controlar os gases intestinais!”

Mulher sentada com as duas mãos sobre a barriga em sinal de dor abdominal por gases (flatulência).

Gases (flatulência) é um termo popular usado para se referir à eliminação de gases intestinais através do ânus. Os gases são um processo natural do organismo e podem ocorrer devido à fermentação de alguns alimentos no intestino, bem como consequência do ato de “engolir ar”. Para diminuir a ocorrência desses gases, é necessário ter atenção redobrada à dieta, evitando alimentos que sabidamente causam gases e adotando medidas como mastigar bem e evitar conversar durante as refeições. Alguns problemas de saúde podem promover o aumento de gases, tais como síndrome do intestino irritável e intolerância à lactose. É importante procurar um médico sempre que os gases venham acompanhados de sintomas como diarreia, sangue nas fezes, náusea e vômitos.

Gases (flatulência) podem causar desconforto e constrangimento e consistem na eliminação de gases intestinais pelo ânus. Uma pessoa pode expelir gases até 20 vezes durante o dia. O aumento excessivo de gases pode indicar problemas de saúde, como intolerâncias alimentares. O gás intestinal é formado pela fermentação dos alimentos e pelo gás que foi engolido. Para reduzir a eliminação de gases, recomenda-se cuidar da dieta, praticar atividade física e mastigar bem os alimentos.

Também chamados de flatulência, os gases nada mais são do que gases intestinais sendo expelidos pelo ânus. Esses gases podem ser eliminados de maneira espontânea ou não e provocar muito desconforto e até mesmo constrangimento social. As flatulências tratam-se de um processo normal do nosso corpo, sendo que um indivíduo pode eliminar diariamente de dez a 20 flatos.

- Publicidade -

Os gases intestinais podem ter diferentes causas, sendo uma delas o próprio processo de digestão. Nesses casos, eles são formados quando ocorre a fermentação do alimento, sendo alguns componentes da nossa dieta responsáveis pela produção de maior quantidade de gases que outros. Além disso, o ar engolido durante a nossa alimentação também pode ser eliminado pela via anal. Vale salientar que esse ar engolido pode também ser eliminado pela boca, em um processo chamado de eructação ou arroto.

Segundo a Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia, alguns alimentos estão relacionados ao aumento da flatulência, como as leguminosas (feijão, grão-de-bico, lentilha); vegetais crucíferos (repolho, couve-flor, brócolis, alcachofra); lactose, que é o açúcar do leite; amido (batata, cereais, trigo); sorbitol e frutose, que são carboidratos contidos naturalmente em diversos alimentos e muito usados como adoçantes em produtos industrializados; fibras, que são carboidratos não digeríveis e também podem sofrer fermentação pelas bactérias intestinais.

Apesar de a flatulência ser um processo normal observado em nosso organismo, algumas situações podem fazer com que o aumento de gases ocorra. Dentre os problemas de saúde relacionados com o aumento de gases, podemos citar: parasitoses; síndrome do intestino irritável; intolerância à lactose; intolerância ao glúten; doença celíaca; constipação crônica. Pessoas com intolerância à lactose podem apresentar um aumento na produção de gases. É importante que o indivíduo esteja atento ao aumento anormal desses gases e procure um médico sempre que eles venham acompanhados de sinais de alerta como diarreia, febre, sangramento nas fezes, gordura nas fezes, perda de peso e náusea ou vômito.

Para controlar o excesso de gases, algumas medidas importantes podem ser realizadas, tais como: adotar uma alimentação saudável e evitar alimentos conhecidos por aumentar a produção de gases; realizar atividades físicas; aumentar a ingestão de líquidos; comer com calma, mastigar bem os alimentos e evitar conversar durante as refeições; procurar um médico para avaliar se o excesso de gases não está relacionado com algum problema de saúde.

Lembre de compartilhar este post.

Acompanhe mais Notícias de Curitiba, Notícias do seu bairro e Curiosidades aqui na gazetadobairro

- Publicidade -

Fonte: Brasil Escola

Compartilhe este artigo
adbanner