Asfalto novo dá melhor estrutura a 11 ruas da CIC

capa1 cic-gazeta-do-bairro

A Secretaria Municipal de Obras Públicas está coordenando a execução de novas obras de pavimentação em ruas da Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Em cinco vias o serviço foi concluído nos últimos dias e, em outras seis, o trabalho está em andamento. No total, 3.364 metros de pavimento novo atenderão os moradores do bairro, que se qualifica ainda mais com o resultado das obras.
Há quatro serviços feitos pelo processo de reciclagem ocorrendo na CIC. Eles abrangem dois trechos da Rua Irmãs Nakadaira, percorrendo o total de 580 metros. O primeiro trecho fica entre as ruas João Dembinski e Aleixo Grebos e, o segundo, parte da esquina com a Rua Aleixo Grebo e segue até o cruzamento com a Rua Verônica Tribek Moro.
Também estão recebendo as melhorias as ruas Catanduvas, no trecho de 184 metros entre a rua Irmãs Nakadaira e o final da via; Xanxerê, nos 153 metros compreendidos do encontro com a Rua Araranguá até o final da via; e Cidade de Pomerode, 290 metros entre as ruas Irmãs Nakadaira e Professor Mário José Zancanaro.
As obras feitas pelo processo de reciclagem compreendem a retirada da camada danificada e o reforço estrutural do pavimento. Após a retirada do asfalto antigo, o material é triturado e a ele é incorporado água, cimento e pedra, compondo uma nova base para o piso. Depois são aplicadas camadas de reperfilamento e revestimento asfáltico.
Obras concluídas
De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, outras quatro obras de reciclagem do pavimento foram concluídas recentemente na CIC.
“Só estamos aguardando o período de cura do asfalto para fazer a sinalização horizontal e dar por finalizado o trabalho nessas quatro ruas”, explicou Rodrigues.
As obras melhoraram as condições de tráfego nas ruas João Antunes, no trecho de 275 metros entre as João Dembinski e a Jaguaruna; Jaguaruna, entre as ruas João Antunes e Araranguá, alcançando 103 metros; Araranguá, nos 480 metros do trecho entre as ruas Xanxerê e Veronica Tribek Moro; e Rosa Rigone Landal, onde foram feitos os 670 metros compreendidos entre a marginal da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira e a Rua Pedro Driessen Filho.

- Publicidade -
aapo-gazeta-do-bairro

Compartilhe este artigo
adbanner