Homem que imobilizou atirador em Cambé deve ser homenageado na Alep; saiba quem é ele

Homem que imobilizou atirador em Cambé deve ser homenageado na Alep; saiba quem é ele

Joel de Oliveira, o homem de 62 anos que imobilizou o ex-aluno no atentado ao Colégio Estadual Helena Kolody, em Cambé, no norte do Paraná, será homenageado pela Assembleia Legislativa do Estado. O atentado matou os adolescentes Karoline Verri Alves, 17 anos, e Luan Augusto, de 16. A intenção do atirador era matar mais pessoas, já que tinha 50 munições e sete carregadores, mas foi impedido por Joel.

A eficiência na ação que o paranaense teve ao conseguir interromper o ataque aos alunos de do Colégio de Cambé será reconhecida por meio de menção honrosa do Legislativo. A iniciativa foi protocolada na manhã desta quarta-feira (21), pelo deputado estadual Luiz Fernando Guerra (União). 

- Publicidade -

“A atitude de Joel de Oliveira foi heroica. Mesmo sabendo do risco, ele agiu com rapidez e eficiência, atitude que salvou a vida de muitos alunos e educadores que estavam no local. Joel é um herói paranaense e nosso reconhecimento é também um agradecimento pela sua atitude e coragem”, destacou Luiz Fernando Guerra.

Joel de Oliveira é prestador de serviços e trabalhava ao lado da escola quando ouviu os disparos e viu as pessoas correndo. Logo que entrou na escola, se deparou com o responsável pelo ataque. Fingindo ser policial, imobilizou o atirador e o segurou até que a equipe da polícia chegasse no local. Antes da chegada de Joel, Karoline Verri Alves, 17 anos, e Luan Augusto, de 16 anos, foram atingidos.

Terceiro suspeito preso

Um jovem de 18 anos foi preso na tarde desta quarta-feira (21) em Gravatá, no Pernambuco, por suspeita de ligação ao atentado contra uma escola em Cambé, no Norte do Paraná, que deixou dois estudantes mortos. A prisão aconteceu após expedição de mandado de prisão solicitado pela Polícia Civil do Paraná. O cumprimento contou com auxílio de policiais daquele estado.

Compartilhe este artigo
adbanner