Um Coritiba avalassador diante do Operário

kmc 20240527 234237 1-gazeta-do-bairro

Reportagem: Fernando Plantes | Direto Couto Pereira

O AlviVerde com certeza fez na noite desta segunda-feira (27) sua melhor partida na temporada 2024. Com um primeiro tempo avassalador, o Coxa venceu o Operário por 3 a 0 no Couto Pereira, com um gol de Morelli e dois gols de Matheus Frizzo.

Já no ínicio do primeiro tempo, o Coritiba abriu o placar. Eram três minutos de jogo, e após Sávio tirar o gol do camisa 10 Frizzo, Morelli acertou um belo arremate para fazer 1 a 0. Logo aos oito o mesmo Frizzo cobrou pênalti sofrido por Morelli para ampliar o placar. E o time seguiu dominando, além de jogar com muita disposição e sempre no campo do time de Ponta Grossa. O resultado foi o terceiro gol, em um contra-ataque que teve um cruzamento preciso de Figueiredo para Matheus Frizzo cabecear para as redes.

- Publicidade -

Quando o segundo tempo começou, o Operário já tinha feito quatro alterações pelo técnico Rafael Guanaes. Mudou o meio-campo inteiro. O Coritiba recuou suas linhas e apostava nos contra-ataques, inclusive tendo menos posse de bola do que o Fantasma. Mas quem passeava em campo era Lucas Ronier, mantendo sua boa fase. Com o jogo sob controle, o Coxa criou uma série de chances para ampliar o placar, mas sem êxido nas finalizações.

O resultado colocou o Alviverde na sexta posição da Série B do Campeonato Brasileiro, com 11 pontos, a um do quarto colocado, o Sport. E ultrapassando o Fantasma, que caiu para a 11ª colocação, com nove pontos.

A próxima partida pela Série B do Campeonato Brasileiro o Coxa encara o Ceará às 19h desta sexta (31), no Castelão, em Fortaleza, pela oitava rodada.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B
1º Turno – 7ª Rodada

CORITIBA 3×0 OPERÁRIO

- Publicidade -

Coritiba
Pedro Morisco; Natanael (Jhonny), Maurício Antônio, Bruno Melo e Rodrigo Gelado; Sebastián Gómez, Morelli e Matheus Frizzo (Matheus Bianqui); Figueiredo (Wesley Pomba), Lucas Ronier e Leandro Damião (Brandão).
Técnico: James Freitas

Operário
Rafael Santos; Sávio (Santiago Ocampos), Alemão, William Machado e Lucas Hipólito (Pará); Índio (Jacy), Neto Paraíba, Vinícius Diniz (Ronald) e Rodrigo Rodrigues (Pedro Lucas); Felipe Garcia e Maxwell.
Técnico: Rafael Guanaes

Local: Couto Pereira
Renda: R$ 110.926,00
Público total: 9.666

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Magno Arantes Lira (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (FIFA-RJ)

Gols: Morelli 3 e Matheus Frizzo 8 e 27 do 1º
Cartões amarelos: Brandão (CFC); Índio (OFEC)

Compartilhe este artigo