Os bairros Pinheirinho, Capão Raso e Lindoia receberam cinco novas lombadas, instaladas pela Superintendência de Trânsito (Setran), após a observação de critérios técnicos e de legislação, seguindo parecer dos engenheiros de tráfego.

As intervenções foram feitas nas ruas Professor Júlio Theodorico Guimarães (Pinheirinho), João Bonat (Novo Mundo), José Alcides de Lima e Fátima Bark (Capão Raso) e Conde dos Arcos (Lindoia).

De acordo com a Setran, os engenheiros se orientam pela resolução federal que dá os parâmetros para a decisão. Áreas escolares e outros polos geradores de tráfego são considerados prioritários, enquanto subidas, descidas, curvas e proximidade com a transversal mais próxima contraindicam a implantação desse recurso.

Esses critérios são obrigatoriamente observados, em que pese o fato de existirem solicitações da comunidade ou mesmo de agentes públicos.

No caso dos bairros da Regional Pinheirinho, as intervenções foram solicitadas pelos moradores pelos canais de atendimento ao cidadão da Prefeitura, como o Fala Curitiba e a Central 156.

Trânsito perigoso

Edinaldo Alves Leite, 60 anos, que mora há 30 anos na Rua Professor Júlio Theodorico Guimarães, disse que foi o filho Natan que se encarregou de solicitar o equipamento.

“Depois que a rua teve o pavimento recuperado pela Prefeitura, começamos a perceber o excesso de velocidade dos carros. Aí meu filho fez o pedido da lombada pelo 156 e fomos atendidos”, explicou Edinaldo.

Segundo ele, a situação melhorou muito depois da intervenção. “Ficou muito melhor para sair com o carro da garagem. E o trânsito também ficou mais seguro para os estudantes das escolas próximas”, disse.

A região abriga o Colégio Estadual Professora Etelvina Cordeiro Ribas e a Escola Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza.

A comerciante Diva Veiga, da Padaria Teixeira, situada na Rua Professor Júlio Theodorico Guimarães, também apoiou a intervenção. “Foi a melhor coisa que aconteceu aqui. Alguns motoristas faziam dessa rua uma pista de corrida e a lombada mudou isso e trouxe mais segurança para os moradores”, disse.

Mudança bem-vinda

Na Rua João Bonat, no Novo Mundo, foi feita a mudança da lombada para um ponto mais próximo da esquina com a Sebastião Malucelli.

“Antes da mudança, costumavam acontecer até três acidentes por dia nesse cruzamento e agora isso acabou”, disse a dona Maria das Graças, que é moradora do local há 40 anos.

A mudança no trânsito também favoreceu os estudantes e professores da CEI Yvone Pimentel que se deslocam por ali.

O presidente da Associação de Moradores São José, Alisson Gustavo Souza, contou que decidiu fazer a solicitação no Fala Curitiba para tornar o trânsito mais região humanizado.

“No horário de pico era muito complicado atravessar aqui. E temos também os estudantes do CEI Yvone Pimentel, que passam por aqui e agora podem fazer este trajeto mais tranquilamente”, disse.