Equipes da Prefeitura voltaram a intensificar os trabalhos de orientação e de fiscalização de locais e de ações que estejam em desacordo com as medidas de prevenção à covid-19, seguindo a determinação do prefeito Rafael Greca.

As atividades também atendem a solicitações da própria população que chegam pela Central 156 de Atendimento ao Cidadão e pelo telefone de emergência 153 da Guarda Municipal.

A medida é amparada pelo amparada pelo decreto estadual 4.301/20, que veta o funcionamento de shoppings e de academias de ginástica.

O resultado são vistorias como as que foram realizadas nos dias 8 e nove de maio. A ação resultou no fechamento de estabelecimentos comerciais que estavam em desacordo com a legislação vigente para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Duas academias, uma no Água Verde, outra no Guaíra, e duas tabacarias, que estavam atendendo ao público nos bairros Tatuquara e Bairro Novo, foram fechadas por fiscais da Secretaria Municipal de Urbanismo, denunciados pela população. e no momento da fiscalização estavam em desacordo com as legislações vigentes para o enfrentamento da emergência de saúde pública devido ao coronavírus.

Além dos estabelecimentos que tiveram as atividades paralisadas, outros seis foram notificados. Entre 7 e 11 de maio, foram realizadas 21 vistorias para averiguar estabelecimentos e reforçar para empresários e clientes as orientações sobre a obrigatoriedade do cumprimento das medidas complementares de prevenção à covid-19.

Em todos os locais são averiguados, entre outras medidas, se há o uso de máscaras, oferta de álcool em gel para todos, controle de lotação para garantir o distanciamento de 1,5m entre as pessoas, organização de filas nos caixas, na entrada e saída dos estabelecimentos.