O que fazer quando a vida fica descontrolada por causa da maneira de beber de alguém?Fiz de tudo para que meu familiar parasse de beber. Primeiro o aconselhei, depois exigi, em seguida ameacei. Mas como não parou, cumpri a ameaça e cheguei até mesmo à agressão. Então mudei de estratégia, comecei a ser “boazinha”. Premiava quando não bebia, mas como isso acontecia durante pouco tempo eu me ressentia e, cheia de razão, eu o castigava com palavras duras ou com silêncio amargo.  Achava-me no direito de tratá-lo pior que a um cachorro, escorraçando-o. Mesmo fazendo tudo isso, eu ainda me considerava uma pessoa equilibrada e culpava-o por tudo de errado que acontecia em minha vida.As justificativas eram muitas: “não sou eu quem trabalha e paga a maior parte das contas? Não sou quem cuida da casa e das crianças? Não sou eu quem toma a frente para resolver todos os imprevistos que ocorrem? “Oh, pobre vítima”, pensava eu.Por que nunca me ocorreu que eu tinha assumido tudo, não deixando nenhuma responsabilidade para ele? Por que nunca me ocorreu que ele era portador de uma doença chamada alcoolismo, e que essa doença tem um poder devastador sobre quem bebe e sobre a sua família? Por que nunca me ocorreu que ele já se culpava por não conseguir parar de beber, e eu ainda o chicoteava duramente, retardando assim um possível pedido de ajuda?Uma consciência nova só foi me ocorrer quando eu adentrei a sala de um grupo familiar Al-Anon, pois lá recebi apoio, força e esperança. Deixei de lado minhas velhas teorias e cheguei com a mente aberta, disposta a aprender sobre a doença do alcoolismo não só para me relacionar melhor com o meu alcoólico, mas também para aprender a cuidar de mim.Se você se identificou comigo e quer conhecer melhor a irmandade, procure um grupo Al-Anon.  O Al-Anon não é religioso, não há taxas para ser membro e tudo o que é compartilhado é mantido no anonimato.
Telefone: (41) 3323.9100 E-mail:  [email protected] GRUPO FAMILIAR AL-ANON PORTA DA PAZIgreja N. S. Sagrado CoraçãoRua Nicola Pellanda, 545Reunião: Quarta-feira 20h