Os estudantes da Escola Municipal de Educação Especial Tomaz Edison de Andrade Vieira, no Capão Raso, têm oficinas de autonomia e trabalho toda quarta-feira. A ideia é desenvolver habilidades, o empreendedorismo e favorecer a inserção no mercado formal de trabalho.

As oficinas de artesanato, pintura, horta, desenho, produção de sabonetes e de agendas, expressão e canto beneficiam 330 pessoas com deficiência intelectual. O ensino fundamental atende estudantes de até 25 anos de idade.

“O objetivo é que aprendam um ofício e tenham mais autonomia financeira. Além de desenvolverem habilidades e se preparem para a vida”, comenta Rosangela Baudy, professora do apoio à empregabilidade.

A diretora da escola, Simoni dos Reis Lima, explica que os alunos escolhem a oficina que vão frequentar de acordo com as habilidades e o gosto pessoal. “Eles desenvolvem o senso de responsabilidade, autonomia e a criatividade”, explica Simoni.

Autonomia que transforma

Isadora Cardoso Mendes, de 20 anos, estuda na escola desde os 9 anos de idade. Além de participar das oficinas, é uma das jovens que faz parte do programa de inserção no mercado de trabalho.

Com sorriso no rosto, conta que começou a trabalhar recentemente num laboratório.

“Estou muito feliz por começar a trabalhar. Vou aprender muito e ganhar meu próprio dinheiro”, conta Isadora.

Luana Beatriz de Nascimento, de 17 anos, faz artesanato. “Tenho orgulho e acho muito legal fazer fuxico”, comenta a jovem. Já Michele Barbosa, de 22 anos, gosta de fazer e de ajudar na venda dos produtos.

Henrique Galvão, de 23 anos, participa da oficina de confecção de agendas. Está aprendendo a passar tecidos, encadernar e aos poucos fará parte de todo processo de produção. Dedicado e atencioso, ele conta que gosta das aulas e da escola.  “Aprendo um pouco de tudo”, explica Galvão.

Os pais também são estimulados a participar da confecção dos produtos. Fazem acabamentos do artesanato que será vendido em feiras promovidas na escola e na região.

A escola mantém, ainda, um jornal que é distribuído para os professores e pais três vezes ao ano.

A escola

A Escola Municipal de Educação Especial Tomaz Edison atende estudantes com deficiência intelectual moderada ou múltiplas deficiências, que apresentam dificuldades acentuadas em desenvolvimento e aprendizagem. A unidade tem educação infantil para crianças de 4 e 5 anos, ensino fundamental para estudantes de 6 a 24 anos, educação para o trabalho e convivência social a partir dos 16 anos.

Possui ambulatório com profissionais das áreas de assistência social, fisioterapia, fonoaudiologia, neurologia, psicologia e terapia ocupacional. Os profissionais têm especialização para atuar na educação especial.

Em 2015, foram implantados a cozinha experimental e o laboratório de informática para todas as turmas, além de projetos na área de educação física. A escola oferece, ainda, serviços de estimulação para crianças de 4 meses a 3 anos e 11 meses. Além de reeducação visual, reeducação auditiva e comunicação alternativa.

Serviço: Escola Municipal de Educação Especial Tomaz Edison de Andrade Vieira

Endereço: Rua Leon Nicolas, s/n, Capão Raso
Telefone: (41) 3212-1450
E-mail: [email protected]
Funcionamento: manhã e tarde