Jornalista Humberto Schvabe

Diferencial de fácil entendimento, indispensável para seu sucesso diante das rápidas mudanças globais.

O conceito Inteligência Emocional (IE) surgiu no meio acadêmico em 1990, em artigo publicado pelos psicólogos e pesquisadores Peter Salovey e John D. Mayer , sendo por eles definida como “subconjunto da inteligência social que envolve a capacidade de monitorar as próprias emoções e a dos outros, e usar essa informação para guiar o pensamento e ações”.
Cinco anos depois surgia o trabalho do psicólogo, escritor e professor, Daniel Goleman, considerado “pai da Inteligência Emocional”. Na verdade, ele conseguiu popularizar o conceito através do livro Inteligência Emocional.
Defendia em sua publicação que o comportamento humano tem como base a paixão, a empatia e a compaixão. E, só depois destas reações emocionais é que passa a utilizar a razão. Ao combinar a capacidade intelectual com o domínio das emoções, ou seja, com a inteligência emocional, dominamos nosso comportamento e, ao identificar a reação dos outros, podemos influenciar as pessoas que nos cercam.
Hoje, a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional define IE como “um somatório de habilidades que tornam as pessoas capazes de administrar os obstáculos que a vida moderna impõe, de modo a aceitar e perceber as emoções e direcioná-las para obter melhores resultados em diferentes esferas da vida”.
A Inteligência Emocional é, na verdade, uma maneira de comportamento racional, indispensável a todos, para podermos administrar nossa convivência diária ante as rápidas e ágeis mudanças globais e o volume de informações disponível nesta aldeia global. Como somos movidos pelas emoções, identificar nosso comportamento, nossas reações emocionais, assume hoje papel fundamental, tanto para o conhecimento próprio, quanto para ampliar as relações sociais.
Para fechar esta reflexão é bom lembrar que o domínio da inteligência emocional deve ser utilizado para o bem comum, no sentido de, servir para, utilizarmos atitudes construtivas na busca de uma vida mais leve, livre e flexível. De uma vida equilibrada, realizada e mais feliz.