Em outubro passado foram completados 35 anos da Gibiteca de Curitiba. Boa parte dos curitibanos não conhece a importância desse espaço associado a Fundação Cultural de Curitiba. Inaugurada em 1982 e pioneira mundial, a Gibiteca de Curitiba foi idealizada pelo arquiteto, professor e colecionador Key Imaguire Jr.
Uma das maiores coleções de publicações em quadrinhos do país, além das revistas dos mais variados gêneros de quadrinhos, em seu interior os visitantes poderão encontrar publicações teóricas sobre a mídia quadrinhos. A Gibiteca também promove exposições, eventos e cursos de desenho.
Suas mais de trinta mil revistas em quadrinhos estão desde 1988 no complexo do Solar do Barão, sendo que o acervo para leitura, espaço para exposições, administração e sala de aula/eventos estão na ala Casa da Baronesa; raridades, repetidos e mais sala de aula ficam no espaço da Garagem.
A maior parte da produção de quadrinhos curitibanos atuais se realiza por frequentadores, professores e alunos de seus cursos o que caracteriza a Gibiteca como o principal agregador e formador de cartunistas da cidade.
Recentemente a editora Estronho lançou o livro A HISTÓRIA DOS QUADRINHOS E DA GIBITECA DE CURITIBA de Fúlvio Pacheco, que conta a trajetória da Gibiteca, os profissionais de quadrinhos da cidade e o histórico de lançamentos dessa galera. O espaço também foi tema da Gibicon 1 de 2012 quando na ocasião comemorava 30 anos. Vale a pena conferir.

Sérgio Mhais – [email protected]