Compilado de texto de João Ubaldo Ribeiro – por Humberto Schvabe

É lugar comum reclamar de nossos governantes, de seus defeitos, em especial dos desmandos de quem está no poder, seja aqui, seja lá no “primeiro mundo”. Collor não servia (este não servia mesmo), bem como Itamar, Fernando Henrique, nem Lula.
Agora, Dilma não serve e o que vier depois também não servirá pra nada…
Como resolver esta situação de MAUS GOVERNANTES?
…o problema não está no ladrão corrupto que foi Collor, ou na diferença entre o que Lula dizia que ele fez em seu governo.
O problema de fato, está em nós.
Nós: POVO, GENTE, com mais ou com menos conhecimento.
Nós: Matéria Prima desta maravilha que é o Brasil!
Vamos ver o por quê de algumas coisas.
Porque aqui:
– a “ESPERTEZA“ é que manda
– ficar rico da noite para o dia é uma virtude
– pouco se fala do valor de se formar uma família, baseada em valores e respeito ao semelhante
– os jornais vendem mais pelas manchetes e fotos que pelo conteúdo
– dos locais de trabalho se leva para casa, como se fosse correto, folhas de papel, lápis, canetas, clipes etc.
– “puxar” a tevê a cabo do vizinho, sem pagar, é o máximo.
– a gente tenta de tudo para não pagar impostos.
– a falta de pontualidade chega a ser desculpa de quem se diz ocupado.
– as empresas não valorizam o capital humano e os empregados (o capital humano) não valorizam a empresa que o garante o seu salário.
– a gente atira lixo nas ruas, esgotos, córregos e reclama do governo que não limpa
– falsificamos documento para receber vale creche, vale escola, vale gás, vale leite e tudo que puder ser conseguido de graça do governo.
– nossos ricos congressistas trabalham dois dias por semana e junto com deputados e vereadores vivem aprovando projetos e leis visando interesses particulares.
– encontramos em pé no ônibus idosos, mulheres com uma criança nos braços, inválidos etc, enquanto quem está sentada finge que dorme.
– nos esbaldamos em criticar nossos governantes, ao mesmo tempo em que ficamos com inveja de não estar lá.. para “também poder levar o meu” ou roubar!
– eu tive de “molhar” a mão do guarda para não ser multado.
– quanto mais eu critico os políticos, melhor sou eu como brasileiro… apesar de estar louco para levar alguma vantagem também.
– ajudo o candidato com a promessa de uma boquinha e não por acreditar em sua capacidade.
– considero normal “dar comissão” para vencer uma concorrência pública…

É… Nós brasileiros, como “Matéria Prima” de um país, temos muito para aprender. Temos muitas coisas boas, mas ainda nos falta muito para merecermos o devido respeito como povo.
Precisamos de homens e mulheres que possam se orgulhar do Brasil e de nós todos.
Esses defeitos, essa “ESPERTEZA congênita”, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até converter-se em casos de escândalo; essa falta de qualidade humana, é uma triste realidade de nossa gente, de nossa maneira de ser. E é muito ruim. Ruim para nós mesmos.
Vamos sim cobrar mais coerência e honestidade de nossos homens públicos, mas antes, vamos levar nosso exemplo a eles.
Está é a nossa Pátria.
Vamos fazer um pouco mais por ela.
Levar nossa indignação contra esta realidade, sim, mas, e em especial, levar nosso exemplo, repito.
Nós somos a matéria prima do Brasil.
A alternativa?
Ter vergonha de fazer coisa errada.