Na foto da esquerda Secretária da Justiça e Cidadania Maria Tereza Uille Gomes conversa com João Bonifácio Cabral Jr, ex-preso político, e na foto da direita A secretária da Justiça e Cidadania Maria Tereza Uille Gomes, participa da inauguração do Percurso “Caminhos da Resistência” – Roteiro Curitiba, na Prisão Provisória do Ahú.

 

Foram inaugurados em Curitiba na quinta-feira (25/10) quatro dos sete Marcos da Memória que formarão o roteiro Caminhos da Resistência ao regime militar iniciado em 1964. O primeiro marco foi inaugurado pela manhã ao lado do prédio do antigo Presídio do Ahú. No período da tarde, foram inaugurados outros três: no pátio da Reitoria, no prédio histórico da UFPR, na Praça Santos Andrade, e na Boca Maldita.
As inaugurações fazem parte da Caravana da Anistia, que continuou na sexta-feira (26) na Capital. A organização é da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério da Justiça, Fórum Verdade da UFPR, e Fórum Paranaense de Resgate da Verdade, Memória e Justiça, com a participação da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná.
A proposta do roteiro Caminhos da Resistência é mapear os locais ligados à violação dos direitos humanos no período da ditadura militar, além de identificar pessoas que devem ser homenageadas por sua luta pela liberdade na época. Durante o ato, no Ahú, a secretária estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, disse que “o objetivo é de resgate à memória histórica do que aconteceu aqui na época da ditadura e principalmente as prisões em celas individuais, celas escuras, onde mais de quatro mil pessoas foram presas só no Paraná, das quais mais de mil sofreram tortura”.