Heineken: cerveja esportiva líder.

A Heineken é uma das marcas mais esportivas do mercado de cervejas, sendo patrocinadora da UEFA Champions League desde 1994. Mas qual a vantagem para a marca nessa associação com o futebol? Neste post vamos falar sobre como a estratégia de branding bem estruturada da Heineken mudou o jogo no mercado, e como a associação de marcas com outros temas podem gerar conteúdos incríveis e abrir portas para novas explorações de mercado.

Cerveja e futebol caminham juntos por conta da associação histórica entre ver jogos e consumir álcool, além de assistir em bares. Segundo o Ibope, 64% dos torcedores bebem cerveja vendo futebol e uma em cada quatro cervejas acompanha um bom jogo. A Heineken inovou ao investir em marketing esportivo, com campanhas bem elaboradas e conteúdo de qualidade.

Ao atrelar a estratégia de marketing da empresa com o esporte, é necessário entender melhor que os esforços não podem ser somente em visibilidade. Marcas estampadas durantes jogos de futebol já são mais que comuns. É preciso gerar conteúdo de qualidade e a Heineken consegue fazer isso muito bem.

- Publicidade -

A empresa se destaca por saber inovar e conhecer o seu consumidor sem medo de ser ousada e jovem, sempre usando o humor. Isso pode ser visto em suas campanhas no Instagram, por exemplo. A Heineken conseguiu fazer uma reviravolta história para os amantes de publicidades e criar um case de sucesso.

Em 2014, a Heineken lançou uma campanha polêmica para o UEFA Champions League, com o objetivo de que as namoradas e esposas pudessem dar folga para seus companheiros torcedores. A marca criou uma reviravolta com o comercial incrível de 2016, chamado Cliché, abordando o tema “Já pensou que ela pode gostar de futebol tanto quanto você?”.

Enfim, a maior lição que podemos tirar dessa relação entre Heineken e futebol é: conheça seu consumidor e olhe além do seu mercado. Quando conseguimos entender o processo de compra do nosso consumidor e qual o objetivo e expectativas dele diante ao nosso negócio, a probabilidade de acertar nas decisões é muito maior. A Heineken ainda pode explorar muito suas possibilidades de conteúdo e as tecnologias que estão surgindo vão transformar novamente a forma com que a empresa evolui.

Para continuar aprendendo sobre como marcas geram conteúdo de qualidade, leia “Como a Coca-Cola vende alegria por meio do conteúdo?”.

Acompanhe mais dicas de Gestão e Liderança aqui na gazetadobairro

Compartilhe este artigo
adbanner