Escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) começaram a receber, nesta semana, câmeras de segurança para inibir furtos e atos de vandalismo.

Parte das unidades já possui o equipamento e a partir deste mês mais 64 unidades passarão a ter segurança monitorada. O valor para instalação das novas câmeras é de R$ 900 mil.

No ano passado, entre furtos, arrombamentos e atos de vandalismo, foram registradas 872 ocorrências em escolas públicas municipais, segundo dados do Departamento de Logística da Secretaria Municipal da Educação.

Escolha das escolas

As unidades contempladas com as novas câmeras são aquelas em áreas vulneráveis e com histórico significativo de furtos de cabos de energia elétrica, cilindros de gás e de vandalismo. A instalação começou pelo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Vila Verde, na CIC, que no ano passado registrou 15 ocorrências.

Segundo a diretora do Departamento de Logística, Maria Cristina Brandalize, uma equipe vai acompanhar em tempo real o funcionamento do sistema. “Os equipamentos vão contar com câmeras analíticas de vídeo, além do monitoramento via sistema de segurança on-line. Com isso, ações de furtos e vandalismos são abordadas em tempo real”, explica ela.

Além disso, as rondas escolares da Guarda Municipal também serão intensificadas.

Segundo o superintendente Executivo da SME, Oséias Santos de Oliveira, as 64 unidades escolares municipais vão receber câmeras ao longo do recesso escolar de julho, que vai até próximo dia 22. “Vamos coibir as ações de vandalismo para investir o dinheiro gasto nos consertos e reparos em melhorias dos espaços escolares”, afirma Oséias.

Denuncie o vandalismo

Moradores vizinhos de escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) podem contribuir para inibir a ação de vândalos. Além do telefone 153 da Guarda Municipal, é possível ligar para a empresa G5, contratada pela Secretaria da Educação para o serviço de monitoramento interno (áreas cobertas por sensores). O telefone é 3045 7940.

O apoio da comunidade é importante para que a Guarda Municipal e a polícia possam agir rapidamente quando for necessário proteger os espaços de educação da cidade.