A castração de animais, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é uma forma de mutilação.  É o melhor método anticoncepcional, uma vez que representa um benefício à saúde do animal e uma importante aliada no combate ao crescimento populacional de cães e gatos. Com a castração, damos um passo importante para conter o ciclo de abandono de animais. 

Na fêmea, a castração consiste da retirada do útero e dos dois ovários. Se castrada antes do 1º cio, a possibilidade de desenvolver tumores de mama é reduzida (que são os mais comuns em cadelas idosas).

Na castração do macho são retirados apenas os dois testículos, e não a bolsa testicular. 

 

Vantagens Para os Machos: Diminui a fuga; Reduz a demarcação do território; Evita agressividade motivada por excitação sexual constante; Evita tumores (câncer) testiculares; Os animais ficam mais tranqüilos e caseiros.
Vantagens Para as Fêmeas: Evita acasalamentos indesejáveis; Evita câncer em glândulas mamárias, ovários ou útero na fase adulta; Evita piometra, grave infecção uterina; Evita episódios freqüentes de “gravidez psicológica” e suas conseqüências como infecção das mamas; Evita cios.

Não recomenda-se a “vacina” para impedir o cio (anticoncepcional injetável), pois traz muitos efeitos colaterais, como por ex.: infecções uterinas, tumores de mamas etc. Por isso, pense bem antes de aplicar qualquer medicamento em seu animal de estimação, sem o devido conhecimento. 

Se estiver com dúvidas, converse com o médico veterinário!