Chegamos ao final de maio convivendo com o pior momento da crise sanitária, com sinais claros de agravamento geral. Tivemos registro de piora em todos os indicadores da pandemia no final do mês, com aumento no número de diagnósticos positivos para a Covid-19, alta nos óbitos causados pela doença e crescimento da quantidade de pessoas atualmente infectadas, os chamados casos ativos.

O levantamento da média semanal da pandemia na capital paranaense tem como base os boletins divulgados diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Prefeitura de Curitiba. Isso significa que os números sobre óbitos, por exemplo, dizem respeito à data de confirmação, e não necessariamente à quantidade de pessoas que morreram ao longo da última semana.

Portanto, preste atenção aos cuidados básicos que ainda tem muito risco para as vítimas e em especial pelas novas variantes do vírus que estão surgindo e se espalhando pelo mundo.

Os dados da Prefeitura de Curitiba apontam que a Cidade Industrial de Curitiba (CIC), Sítio Cercado e Cajuru, são os bairros que mais tiveram casos confirmados da covid-19 desde o início da pandemia. Com a maior população da cidade, a CIC já teve 22.919 mil casos de coronavírus.