A secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, pediu à Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação, do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (Sagi), agilidade no fornecimento de bases de informações aos estados. 

A solicitação aconteceu nesta terça-feira (08), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, durante uma oficina com representantes da secretaria nacional, e teve como tema as ferramentas de informações e o aprimoramento das ações e programas do governo federal na área da assistência social. A reunião contou com a presença da equipe técnica da Secretaria da Família. 

“Precisamos de uma Sagi ágil que possa atender as demandas dos estados”, disse a secretária. Para Fernanda, é importante o governo federal e os estados terem sistemas de informação eficientes para que possam saber os resultados das ações que estão desenvolvendo, monitorar, avaliar e adequar seus projetos para se alcançar resultados cada vez mais positivos no atendimento às famílias que vivem em vulnerabilidade social. 

De acordo com o secretário de Avaliação e Gestão da Informação, Vinícius de Oliveira Botelho, o Paraná está na vanguarda desse processo. “O Paraná tem um time extremamente bem qualificado. Eu fico sempre muito surpreso com a qualidade das pessoas que aqui trabalham na área da assistência social e como o Paraná faz uso intenso das bases de dados do Ministério e explora tudo isso”, explicou. 

O secretário ressaltou que é justamente por causa dessa atuação que a Sagi considera importante a realização de encontros com a equipe paranaense. “É importante nós ouvirmos as demandas que o Paraná tem na área da gestão da informação para que a gente possa aprimorar o nosso trabalho e atendermos com qualidade todos os estados da federação. Assim conseguimos estruturar produtos e desenvolver soluções que sejam válidas para muito mais do que uma gestão.” 

Esta foi a segunda reunião da equipe paranaense com a equipe da Sagi. A primeira aconteceu em setembro deste ano, quando foram discutidos os sistemas de informação e o aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (Suas), em Brasília. 

Assim como com o Paraná, a Sagi já desenvolve a troca de informações com o governo do Rio de Janeiro. A partir dessas experiências, serão desenvolvidos encontros com os demais estados do país. 

Para a secretária Fernanda, o Governo Federal tem neste momento a oportunidade de fazer todas as adequações necessárias para o Brasil e a troca de informação é fundamental para que isso aconteça. “Viemos de uma gestão que os estados não tinham informação. Esta autonomia que estão nos dando hoje, de receber dados, é muito importante para que estados possam trabalhar com competência e tranquilidade”, afirmou. 

Durante a reunião, Fernanda destacou que os governos não podem se acomodar e que o objetivo do Paraná e do Brasil, na área da assistência social, é superar a pobreza, emancipar as famílias e fazer com que cada uma ande com as suas próprias pernas.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br