Origem medieval da expressão “culpa no cartório” – Curiosidades

Idoso com um livro na mão dizendo "culpado!" para ilustrar o conceito de culpa no cartório.

Origem da expressão “culpa no cartório”

As origens medievais dessa expressão cotidiana.

Curiosidades

A expressão “culpa no cartório” é muito utilizada no Brasil para se referir a alguém que é responsabilizado por algo de forma injusta ou sem provas concretas. Mas você já parou para pensar de onde surgiu essa expressão tão comum no nosso vocabulário?

A origem da expressão remonta à Idade Média, mais precisamente aos tribunais eclesiásticos. Naquela época, os cartórios eram responsáveis por registrar as acusações e os processos judiciais. Quando alguém era acusado de um crime, a sua culpa era registrada no cartório, o que poderia resultar em punições severas.

Porém, nem sempre as acusações eram justas e muitas vezes as pessoas eram condenadas sem provas concretas. Assim, a expressão “culpa no cartório” passou a ser utilizada para se referir a alguém que é injustamente acusado ou responsabilizado por algo.

Com o passar dos anos, a expressão se popularizou e passou a ser utilizada no cotidiano, perdendo um pouco do seu sentido original relacionado aos tribunais eclesiásticos. Hoje em dia, é comum ouvirmos alguém dizer que tem “culpa no cartório” quando se sente injustiçado ou quando é responsabilizado por algo sem ter feito nada de errado.

Portanto, a expressão “culpa no cartório” é mais uma das curiosidades da língua portuguesa que nos remete a tempos antigos e nos faz refletir sobre como certas expressões se mantêm vivas ao longo dos séculos.

Fonte: gazetadobairro.com.br

Lembre de compartilhar este post.

Acompanhe mais Notícias de Curitiba, Notícias do seu bairro e Curiosidades aqui na gazetadobairro

Fonte: Brasil Escola

Compartilhe este artigo

WhatsApp

Sair da versão mobile