A Cia. Jair Moraes de Curitiba, primeira companhia de dança masculina no Brasil, nasceu a sete anos, dentro da escola de dança do Teatro Guaíra. Em 2007, tornou-se independente. Seu diretor Jair Moraes dançou no Corpo de Baile do Teatro Guairá entre 1970 e 1972, foi solista do Corpo de Baile do Teatro Municipal de São Paulo de 1972 a 1973, esteve no Ballet Gulbenkein em Lisboa de 1973 a 1979, foi diretor do Ballet Teatro Guaíra (BTG) entre 1994 e 1996 e atualmente é mâitre do Ballet Teatro Guaíra e diretor desta Cia.
Entre outros a estes dançarinos já ganharam o prêmio de Dança Klauss Vianna da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE) que é mantida pelo Governo Federal. Com e por este prêmio foi montado o espetáculo “Corpos, Ação, Movimento e Só” que mistura linguagens e movimentos do clássico ao contemporâneo, onde vinte bailarinos realizam sete coreografias diferentes, mas interligadas em um espetáculo de uma hora de duração.
O espetáculo é composto por nove bailados de coreógrafos como Cristiane Wosniak, coordenadora do Curso de Dança da Faculdade de Artes do Paraná; Mário Patruni, bailarino do grupo e professor de dança do Clube Curitibano; Woody Santana, ex-bailarino do grupo e atualmente coreógrafo do Balé da Cidade de São Paulo; Leandro Vieira, ex-bailarino do grupo e atualmente contratado do Balé Teatro Guaíra que fez a adaptação ousada para rapazes de trecho do II Ato de Gisele, chamado por ele de “Giz ele”; Edson Fernandes da Riscas Cia. de Dança de Ribeirão Preto e o próprio Moraes. Além das danças exibidas por rapazes a Cia. tem a participação de Alicia Montanha e Luciana Voloxki, bailarina do corpo de baile do Teatro Guaíra, que dividem o palco em solos, duetos e trios.
Este espetáculo foi levado para 11 cidades de minas e do Paraná num total de treze espetáculos.

SERVIÇO:
Apresentação, dia 25 de junho às 19h30, na Sexta-Feira Cultural do Sesc Central. Informações no Sesc: (41) 3304 2266. Ingressos são vendidos Antecipados.