Considerando graus mais leves, estudos apontam que a doença vascular mais conhecida também pode acometer até 80% da população mundial.