Todo ditado tem sua razão e sabedoria, e aquele que diz que “nesta época de eleições a cidade vira canteiros de obras” (mas este ditado, só não vale para nossa Curitiba, pois se isso acontecesse até seria de estranhar). A prática eleitoreira de fazer alguma coisa perto do fim do mandato é comprovada não só pela população mas também por pesquisas. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA, nos anos de pleito, tanto governo federal, quanto estadual e municipal se servem desta prática aumentando investimentos em alguns setores, principalmente urbanísticos, mas também em saúde e áreas de impacto eleitoral.
De acordo com IPEA com base em dados de 1995 a 2011, neste período há aumento em gastos públicos, mas após as eleições há contenção das despesas. “Os anos subsequentes às eleições presidenciais e aos governos estaduais normalmente coincidem com quedas muito fortes da taxa de investimento público, relacionadas a programas de ajustes fiscais, que posteriormente são revertidas no decorrer do ciclo eleitoral”.
Acredito que perdemos todos, o cidadão puxado por mais ajustes fiscais pesarosos no pós-eleições e não terá o retorno em seu favor. As cidades também perdem na sua totalidade urbana e estrutural básica com a descontinuidade em serviços públicos e obras prioritárias, fazendo com que os princípios do direito administrativo, da eficiência e da continuidade de ofícios dos serviços públicos sejam altamente prejudicados. Nestes termos fica claro que o andar da carroça está mais voltado para o interesse político do que o interesse público.
Acabar com isso é quase uma utopia, o enraizamento nuclear histórico é muito forte em nosso país, e tal prática não pode ser levado em consideração como algo superficial, as pesquisas mostram os números e estatísticas que penso ser apenas o reflexo do pensamento populista amoral e baixo que ronda, de eleição em eleição, nosso país, estados e municípios, mostrando com ares de nobreza o “seus trabalhos”, durante o ano eleitoral…
Até mês que vem amigos leitores.

[email protected]