Em Curitiba, a campanha da vacinação contra a gripe atingiu a meta de imunizar idosos e profissionais de saúde. Outros grupos como doentes crônicos, gestantes e crianças ainda estão abaixo dos índices recomendados pelo Ministério da Saúde.

A vacinação contra a gripe continua até dia 5 de junho para os grupos prioritários (abaixo). A doses serão aplicadas em 11 unidades de saúde da cidade (link) que funcionam exclusivamente para vacinação, tanto contra a Influenza como outras de rotina.

Dos 118 mil doentes crônicos acompanhados pela Secretaria Municipal da Saúde, cerca de 50 mil foram imunizados até agora. Para esse grupo, que inclui pessoas com asma, bronquite, diabetes e outras doenças, a vacinação está liberada desde 14 de abril.

“Para esse grupo de pessoas especificamente a vacinação está liberada há quase um mês e mesmo com toda divulgação e recomendação feita ainda estamos abaixo do esperado”, diz Leia Regina da Silva, coordenadora da Central de Vacinas da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba.

Do grupo de idosos, a cidade atingiu 100% dos 200.899 pessoas previstas para serem imunizadas. Para esse grupo, a recomendação do Ministério da Saúde é imunizar 90%.

Entre os idosos, 99% receberam a dose da vacina contra a gripe do serviço público do município. O restante foi atendido pelo serviço privado.

Se você se enquadra num desses grupos, procure uma das 11 unidades de saúde exclusivas

Grupos prioritários

Idosos
Trabalhadores de saúde
Crianças de 6 meses a menores de 6 anos
Gestantes
Puerperas
Pessoas com doenças crônicas
Pessoas com deficiência
Professores
Adultos de 55 a 59 anos
Caminhoneiros
Motoristas e cobradores de ônibus
Forças de segurança