Moradores do Umbará planejam próximas ações. Entre elas, está a união com os moradores do Caximba para fiscalizar a duplicação da BR-116.

 

Na quinta-feira, 24 de maio, os moradores do bairro Umbará, em Curitiba, se reuniram para pensar e planejar nas próximas ações voltadas para o bairro. Mas antes, a reunião contou com a presença de um morador integrante da Rede de Desenvolvimento Local e a agente do Caximba, que foram até lá para falar de um assunto que afetará tanto os moradores do local, quanto o dos arredores: a duplicação da BR-116. Com a obra, moradores do Caximba, Campo de Santana, Fazenda Rio Grande e também do Umbará serão afetados.
Na ocasião os moradores discutiram as obras que serão realizadas para duplicar a rodovia. Na obra de duplicação, está prevista um canteiro que deixará a comunidade do Caximba isolada, afetando o tráfego que passará também pelo Umbará.
Ao pesquisar mais sobre a obra, descobriu-se que um passo importante da etapa da obra foi ignorado – a realização de uma audiência pública com os moradores dos bairros afetados. Agora, seguindo uma solicitação do IBAMA, a concessionária da licitação vai realizar uma reunião pública para que os moradores possam expor suas dúvidas e questionamento. Para isso, os participantes das redes do Umbará e Caximba devem se unir, levando o maior número de moradores para a reunião que acontecerá no dia 12 de junho. A reunião contará com a presença de representantes da Auto Pista Planalto Sul, COMEC e Ippuc.
Depois de conversar sobre a situação, os moradores do Umbará passaram a planejar as ações para que elas sejam realizadas em um prazo de 10 anos. As principais ações se concentram na área de segurança e saúde. Para a agente de desenvolvimento local do bairro, Sílvia Ribeiro, acredita que o planejamento é uma forma de pensar em estratégias de ação a longo prazo. “Temos que planejar porque sabemos para onde queremos ir, sabemos o que precisamos”, disse.
Para participar da reunião pública para esclarecer as obras de duplicação da BR-116, é só entrar em contato com a agente de desenvolvimento local da Caximba, Juliana Hemili, pelo e-mail [email protected] ou com a agente do Umbará, Sílvia Ribeiro, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (41) 9848-3863.

Laura Beal Bordin