O Governo do Paraná está modernizando o Sistema Estadual de Informações de Resíduos Sólidos. A apresentação do novo banco de dados que deve ser preenchido pelos municípios com informações sobre os serviços de coleta e tratamento de lixo, foi feita nesta quinta-feira (14), na Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, para representantes de 40 municípios que integram o R20.

O R20 é um grupo de trabalho formado por representantes dos municípios paranaenses com o objetivo de trocar informações e acompanhar o trabalho da Sema. O grupo foi criado pelo Governo do Estado para ajudar na busca de soluções para coleta seletiva, reciclagem de materiais, logística reversa e outras alternativas.

O Sistema online é um banco de dados administrado pela Celepar em parceria com a Sema. Nele, cada município paranaense lança informações operacionais como quantidade de lixo recolhido, custos e forma de destinação do material. “É como um raio-x do que acontece com o lixo do município. A meta agora é ampliar essa rede para os 399 municípios paranaenses”, explica o coordenador de resíduos da Secretaria, Vinício Bruni.

A adesão do município ao sistema é voluntária e para ampliar a participação a Sema fará parcerias com as Universidades Estaduais e com os Escritórios Regionais. “São instituições que estão na ponta e podem diretamente conversar e explicar o sistema aos gestores municipais”, disse Bruni.

Mais prático: O Sistema Estadual de Informações de Resíduos Sólidos foi lançado em 2012 e hoje conta com 209 municípios cadastrados. Nesta nova versão, o sistema será mais completo, contendo dados sobre a quantidade de equipamentos para os serviços prestados, quantidade de resíduos que são recolhidos, detalhes sobre os aterros existentes.

A atualização do novo sistema paranaense deve estar disponível no site da Sema/PR no começo de junho.

O Sistema Estadual de Informação de Resíduos Sólidos Urbanos foi baseado no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Governo Federal, considerado o maior e mais importante banco de dados do setor de saneamento brasileiro.

Descentralização– Durante o encontro do R20, os municípios de União da Vitória e Guarapuava, aproveitaram para compartilhar experiências sobre fiscalização de resíduos sólidos, além de apresentarem projetos de sucesso que possam servir de exemplo para outros municípios.