Dermatologista Dr. Rafael Soares explica que a pele fica mais sensível e seca nesta fase do ano, além de orientar como reverter este incômodo quadro tão comum.

Se oficialmente falando ainda falta pouco mais de um mês para o inverno, por outro é possível observar que as temperaturas já estão caindo em boa parte do país. E, com essa queda, o corpo já começa a dar alguns sinais de que precisa de cuidados para se adaptar a este clima.

Um dos sinais mais evidentes é que no frio o rosto da pessoa acaba ficando mais avermelhado. Tal situação é perfeitamente normal, explica o médico dermatologista Dr. Rafael Soares. “Isso acontece quando a pele fica mais seca e sensível quando o clima, além de estar mais frio, fica também mais seco. Porém, em algumas situações a pessoa pode até ter uma sensação de ardência quando isso acontece”, conta.

Segundo o médico, “o clima frio diminui o metabolismo do corpo, e isso deixa a pele mais seca. Soma-se a isso os banhos quentes e uso inadequado de sabonetes, que reduzem a camada de gordura protetora da pele”, define.

Até os hábitos alimentares podem ser fatores potenciais para essa situação. Tão comuns nesta época do ano, “a ingestão de bebidas alcoólicas como bebidas alcoólicas, caldos e sopas, podem deixar a pele mais sensível, provocando essa irritação e vermelhidão na pele”.

Por outro lado, existem situações em que o ressecamento da pele pode ser algo prejudicial à saúde. Segundo Dr. Rafael, isso acontece quando “algumas doenças se intensificam por causa do ressecamento da pele, como a dermatite atópica, a dermatite seborreica e a psoríase”.

Para evitar estes transtornos, o dermatologista deixa algumas dicas: “A hidratação deve ser intensificada, principalmente em peles que já são naturalmente mais secas. É fundamental também ficar atento ao tipo de pele, para que use os produtos corretos. O uso incorreto só vai piorar sua condição”, alerta.

Os sabonetes hidratantes no rosto são importantes, principalmente no inverno. “Ao usar um sabonete para pele mista ou oleosa, ela tende a ressecar ainda mais, afinal, muitos produtos têm componentes como, por exemplo ácido salicílico, que controla determinadas patologias, mas pode agravar o ressecamento da pele. Use os produtos com ativos probióticos, pois eles irão manter a barreira de proteção da pele em equilíbrio. E é claro, não se esqueça que o protetor solar deve ser mantido mesmo no inverno”, reforça o médico.

Outra recomendação do especialista é “beber bastante água nesta época e manter uma dieta saudável, é essencial para ajudar a evitar o ressecamento e a vermelhidão. E, importante também, deixe as bebidas alcoólicas somente para momentos especiais”, acrescenta.

Créditos – Foto: Divulgação / MF Press Global