O governador Beto Richa, junto com a secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, inaugurou nesta terça-feira (27) o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) de Campo do Tenente, na Região Metropolitana de Curitiba. O município, que tem uma das menores arrecadações do Estado, recebeu, também, mais uma unidade de Saúde da Família e novas moradias para 40 famílias da área urbana.
Acompanhado pelo prefeito Jorge Luiz Quege, Richa foi a bairros que foram asfaltados, também, com recursos do governo estadual. “São muitas ações do Estado em Campo do Tenente, o que garante para os seus moradores uma cidade melhor, mais estruturada. Temos uma grande parceria com o prefeito e essa soma de esforços dá resultados positivos, como estas obras”, afirmou o governador.
O prefeito afirmou que o investimento em obras e melhoria feitos pelo atual governo em Campo do Tenente é o maior da história do município. “Além das inaugurações e entregas de hoje, já construimos mais uma unidade de saúde, asfaltamos três conjuntos habitacionais e iremos asfaltar mais um”, disse o prefeito. “Também já está encaminhada a construção de mais 45 moradias.”
“O apoio do governo do estado é fundamental”, afirmou o prefeito, ressaltando que Campo do Tenente, além da baixa arrecadação, sofre com a queda nos repasses do Governo Federal pelo Fundo de Participação dos Municípios. “Sem o apoio do Governo do Estado não faríamos nada. Esse apoio é fundamental”, ressaltou Quege.
O governador reafirmou a postura municipalista do seu governo e ressaltou a importância, para a população, da presença do estado nos municípios. “Atendemos a todos os municípios, sem critério político partidário. Não há discriminação política, pois isso só prejudica a população, principalmente as famílias mais carentes, que mais precisam dos serviços públicos”, afirmou Richa.
Porta de Entrada – O novo Cras de Campo do Tenente tem capacidade para atender até 2.500 famílias da região. Foram investidos R$ 257,6 mil na construção, recurso do Fundo Estadual da Assistência Social (Feas) que foi deliberado pelo Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas).