A Regional CIC vai ganhar uma nova e moderna sede de Rua da Cidadania. A nova estrutura terá a captação de energia solar, por placas fotovoltaicas, e também reservatório para o reuso da água da chuva.

Formada pelos bairros CIC, Riviera, Augusta e São Miguel, esta é uma das regiões que mais cresce em Curitiba (conta com 204.617 habitantes), e não para de receber investimentos em pavimentação, saúde e infraestrutura nos últimos quatro anos.

Nova Rua da Cidadania

Única regional entre a dez sem sede própria, a CIC vai ganhar uma Rua da Cidadania com geração de energia limpa. O novo equipamento será implantado na Vila Nossa Senhora da Luz, o conjunto habitacional mais antigo de Curitiba.

“É importante que Curitiba use as suas energias para definir seu futuro. No cenário de crise pelo qual passamos, temos que agir como se fôssemos uma cidade única, que com os próprios recursos precisa superar as dificuldades”, afirmou o prefeito Rafael Greca.

A estimativa de investimentos na construção do equipamento é de R$ 40 milhões. A proposta da estrutura da Rua da Cidadania da CIC foi redesenhada com foco no aproveitamento energético. Serão 14,5 mil metros quadrados de área construída, dos quais 8,8 mil m2 da ala de atendimento da rua, mais subsolo com 5,7 mil para estacionamento e serviços gerais.

Integrada com equipamentos

A Rua da Cidadania da CIC vai integrar os equipamentos públicos existentes, entre eles o Farol do Saber Frei Miguel Bottacin, o Cras Nossa Senhora da Luz e a Escola Municipal Albert Schweitzer, bem como a estrutura do Centro Cultural CIC, construção não finalizada e abandonada pela gestão anterior e que agora teve as obras retomadas e já está em fase de conclusão.

Haverá uma ligação de pedestres desde a Rua da Cidadania até a estação Pedro Gusso, numa extensão de 250 metros, para atender tanto os usuários da Rua da Cidadania como o campus da UTFPR, localizado na antiga Siemens. Uma linha circular de microônibus fará a ligação da Rua da Cidadania ao terminal CIC-Sul.

UPA CIC: reforma e certificado de qualidade

A reabertura de UPA CIC foi um nó desatado pela administração Rafael Greca. A UPA havia sido fechada, em novembro de 2016, pela gestão anterior, para reforma. Não havia, porém, previsão orçamentária para equipamentos e funcionários, impossibilitando a reabertura.

Foram investidos R$ 300 mil na reforma da unidade de 1.814 metros quadrados. Em agosto de 2018, a UPA foi reaberta completamente reformada e funcionando em um modelo de gestão OS (Organização Social).

“Forças do atraso tentaram nos impedir. Mas estamos aqui para dizer a todos que queriam que isso não acontecesse: ‘xô tranqueira!”, disse o prefeito Rafael Greca.

O novo modelo traz uma economia mensal de mais de R$ 400 mil aos cofres municipais. Outra vantagem é a celeridade na contratação de funcionários, serviços e compra de materiais e insumos, o que permite adequar mais rapidamente a estrutura do serviço à demanda do momento por atendimento.

Em agosto de 2020, a UPA CIC recebeu pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), uma certificação de qualidade e segurança do paciente.

A UPA CIC é a segunda unidade em toda a região Sul do país a receber a acreditação da ONA e a 14ª no Brasil, sendo a 7ª pública. De todas as acreditadas anteriormente, apenas seis atendem SUS.

Saúde em dia

Além da UPA CIC, as unidades básicas de saúde não foram esquecidas. A Prefeitura reformou duas: Vila Verde e Caiuá.

Outras sete unidades de saúde foram revitalizadas: Augusta, com a conclusão da rampa de acesso e reforma da farmácia; Jardim Gabineto (pintura); e Atenas (pintura e reforma da recepção). Também receberam pintura as unidades Sabará e as salas de vacinação das unidades Oswaldo Cruz e Taiz Viviane Machado.

Na US Tancredo Neves foi feita reforma da clínica odontológica e pavimentação do estacionamento.

Refeição barata

Os cinco restaurantes populares da Smab (Matriz, Sítio Cercado, CIC/Fazendinha, Pinheirinho e Capanema) têm como missão garantir uma alimentação saudável a preços mais baixos. As unidades são frequentadas, diariamente, por 4,7 mil pessoas, que têm acesso a um cardápio balanceado, a R$ 3, incluindo sobremesa. Os locais ficam abertos para almoço de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h. O cardápio muda todo dia e é formado sempre por seis itens: arroz, feijão, carne, um acompanhamento, salada e sobremesa.

Universidade Livre do Professor

Na área de educação, a regional CIC foi contemplada com projetos importantes. Um deles é a Universidade Livre do Professor, entregue em agosto deste ano, no Parque dos Tropeiros.

Foram investidos R$ 1,7 milhão para tornar realidade o novo Centro de Desenvolvimento Profissional (CDP) – Universidade Livre do Professor. Nele, os 17 mil profissionais da rede municipal de ensino passam a contar seis salas de coworking pedagógico, auditório com palco, com capacidade para trezentas pessoas, banheiros e espaços para alimentação.

CMAEE apoia crianças com deficiências

A Cidade Industrial ganhou ainda um Centro de Atendimento Educacional Especializado (CMAEE) novo. É a unidade Ronaldo Vadson Schwantes. Os CMAEEs são voltados ao apoio especializado às crianças e aos estudantes com deficiência, autismo, altas habilidades e transtornos funcionais específicos da aprendizagem.

Com o novo centro na CIC, Curitiba passou a contar com onze CMAEEs.

Faróis e CMEIs para os curitibinhas

A Regional CIC ganhou os Faróis do Saber e Inovação Fernando Amaro, Vinícius de Moraes, Joaquim Nabuco, Sérgio Mercer e Padre Antônio Vieira.

Foram colocados em funcionamento os CMEIs Maria do Rocio Ramina Maestrelli, Francisca Wilsek e João Botelho. Dezoito escolas iniciaram a oferta de aulas de língua estrangeira.

Linha Vizinhança/Santa Rita

Para melhorar a mobilidade dos moradores da região, a Prefeitura implantou a linha Vizinhança/Santa Rita, que passou a funcionar em outubro deste ano, ligando Santa Rita, Carbomafra, Vitória Régia e Vila Verde ao Terminal CIC.

A aposentada Angelina Guisleri já começou a usar a linha Vizinhança/Santa Rita. “Ficou ótimo. Muito prático para mim e pra minha família”, disse Angelina.

Para estudante Taiana Carolina Borgues, o acesso ao Terminal CIC ficou mais fácil, já que um dos pontos de parada fica ao lado da sua casa. “É bom ter ônibus passando tão perto. Eu andava bastante para pegar ônibus”, afirmou a estudante.

A Urbs estima que pelo menos 20 mil pessoas foram beneficiadas com a nova possibilidade de deslocamento.

A regional também abriu a retomada das reintegrações do transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana com a linha Colombo-CIC.

Asfalto novo em 52 ruas

Nos últimos quatro anos, 52 ruas da regional receberam requalificação do pavimento ou implantação de asfalto, através do programa Asfalto no Saibro. As intervenções ocorreram em 48,3 km de ruas da regional.

Destaques para a requalificação do pavimento nas ruas Raul Pompéia, entre a Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira e a Ponte sobre o Rio Barigui (1.900m) e Professor Algacyr Munhoz Mader, entre a General Potiguara, Rua João Alves (2.430m) e Desembargador Cid Campelo.

O empresário Fabio Silva, dono de uma loja de tintas na Rua Desembargador Cid Campelo, está feliz com o novo asfalto, uma reivindicação antiga dos comerciantes e moradores da região. “O acesso ficou bem melhor e chegar até o meu estabelecimento ficou mais fácil”, afirmou o empresário.

Lixão dá lugar a praça

Uma área de 12.660 metros quadrados que era usada como lixão na Vila Verde (CIC) foi revitalizada e deu lugar a Praça Adilson Pereira Sodré. Agora, o local conta com campo de futebol, parquinho, pista de caminhada, espaço de lazer e área verde.

Além disso também houve a remoção de comércio irregular em área pública na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira no cruzamento com a Rua Eduardo Sprada próximo a fábrica da Volvo. No local o sistema viário será melhorado.

Rolê na Vila Verde

A antiga pista de skate da Rua Vereador Victório José Roda, ao lado do Bosque da Vila Verde foi completamente renovada e agradou os praticantes do esporte.

O trabalho foi executado em parceria pelas secretarias municipais de Obras Públicas e Esporte, Lazer e Juventude na área de 370 metros quadrados. O serviço restaurou o piso, reformou e redimensionou os obstáculos e também foi implantado guarda-corpo.

Morador do Fazendinha, Florisvaldo Gomes dos Santos Filho ficou sabendo da nova pista pelas redes sociais e quis conhecer o lugar. “É muito bom ter pistas em vários locais da cidade. Assim nos animamos a conhecer e ter uma experiência diferente em cada lugar. Aqui na CIC ficou bem legal, muito bom. Pretendo voltar”, avaliou.

“Ficou muito boa”

Abner Rafael, que também mora no Fazendinha, mas já conhecia a pista por ter amigos na região, gostou das melhorias.

“A pista de skate estava precisando de cuidados e ficou muito boa, com o piso liso e os obstáculos bem proporcionais”, apontou Abner.

Vizinho da pista, Brayan Wilian disse que ganhou mais um incentivo para praticar o esporte todos os dias.

“Conheço a pista desde sempre e agora está excelente. O piso ficou lisinho e as bordas ajustadas para as manobras, além de ter ficado mais segura com essas barras de proteção no alto das rampas”, opinou.

Bem iluminada

O secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, revelou que a nova pista receberá nos próximos meses outra melhoria. “Estamos nos preparando para implantar a iluminação nesse local de prática esportiva, que vai favorecer a prática também nos períodos noturnos e aumentará a segurança”, disse.

O investimento nas obras de restauração da pista de skate foi de R$ 29 mil.

Parque dos Tropeiros revitalizado

O tradicional Parque dos Tropeiros foi revitalizado, ganhou nova iluminação, um módulo da Guarda Municipal e abriga a Universidade Livre do Professor. Voltou a ser um ponto de encontro dos moradores do CIC e recebe os Jogos do Piá – atividades para pais e filhos.

“Fiz este parque em 1994 para abrigar a tradição campeira do Sul do Brasil. O local foi tristemente abandonado pela administração que nos precedeu. Ameaçava ruína. Mas agora está completamente revitalizado e pronto para oferecer esporte e lazer às famílias curitibanos, assim que a pandemia passar”, disse o prefeito.

Outros dois parques foram revitalizados, Parques Caiuá e Túlio Vargas.

Revitalização e novas luminárias

Com o objetivo de oferecer uma área de lazer de qualidade para os moradores, a Prefeitura fez a revitalização do Parque Mairi. O local ganhou pintura nova em todos os equipamentos, areia nova nas canchas e playground.

Recentemente, recebeu nova iluminação de ponta, já que os antigos equipamentos foram furtados e avariados por vândalos.

Os postes antigos e vandalizados foram substituídos por novos de poliméricos (não metálicos) de 12 metros com luminária pétala de 250 watts de potência. Os novos equipamentos renovam a configuração e garantem mais homogeneidade da iluminação dos parques.

Moradora do bairro há 21 anos, Mari Almeida conta que incentiva amigos e vizinhos e frequentarem os parques.

“Quando as famílias usam e ocupam os locais públicos não sobra espaço para quem quer destruir o que é de todos. E, com a nova iluminação, vai ficar ainda melhor”, contou.

A Praça Luiz Geraldo Caillet, outro ponto de lazer da comunidade, também foi revitalizada. O local ganhou uma nova quadra de grama sintética, calçada tipo ciclovia, e melhoria no paisagismo.

Centro de Iniciação ao Esporte CIC

O moderno Centro de Iniciação ao Esporte CIC completou dois anos de funcionamento, em novembro. O local é equipado para treinamento de alto rendimento e para atividades recreativas e de lazer nos fins de semana.

Foram mais de 3.314 atendimentos em atividades esportivas gratuitas que vão desde aula de dança e alongamento, a corrida, atletismo, futsal, vôlei, ciclismo até bocha olímpica.

Clube da Gente CIC

No período de 2017 a 2020, o Clube da Gente CIC fez 9.481 atendimentos. O local oferece cursos de futebol para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, aulas de ritmos, alongamento, aero local, pilates, condicionamento físico, dança criativa, dança do ventre, dança de salão, natação, hidroginástica, balé clássico, canto, dança, desenho, espanhol, inglês e violão.

Cultura e manutenção urbana

A população da Vila Nossa Senhora da Luz, na CIC, vai ganhar um novo espaço cultural, equipado com Cine Teatro e salas para cursos e oficinas culturais. A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), está investindo 2,7 milhões na cosntrução do Centro Cultural Multiuso.

Direito à propriedade

A Cohab entregou 2.337 títulos de propriedade para moradores da Vila Verde, na CIC, e 87 títulos foram entregues a famílias que vivem no Moradias Corbélia, no São Miguel.

Iluminando os caminhos

Os bairros também estão ficando mais iluminados e seguros. Equipes da Prefeitura fizeram 32.842 atendimentos apenas no período de 2017 a 2020, substituindo lâmpadas na região.

Além disso 7.017 lâmpadas tradicionais foram substituídas por LED, tornando a região mais iluminada e segura para os moradores.

A mudança traz maior eficiência luminotécnica e energética, além de economia de energia e financeira, incluindo a menor necessidade de manutenção, já que elas possuem maior durabilidade. 

Obra traz alívio

O cuidado para prevenir alagamentos acontece em toda a cidade. Em 2019, equipes da Secretaria Municipal de Obras implantaram 25 tubos de 2 metros de diâmetro no córrego Alto Barigui e também fizeram o desassoreamento a partir da Rua Cid Campelo.

A instalação dos novos tubos e o trabalho de limpeza e recomposição das margens do córrego Alto Barigui deram maior capacidade de escoamento das águas das chuvas, prevenindo enchentes.

Moradora da Rua Vicente Gotrifid, na CIC, a dona de casa Marina Marques, 48 anos, mora próxima ao córrego do Alto Barigui que passa na esquina com a João Garbers. Durante 13 anos, ela perdia o sono quando chovia muito, pois sempre vinha à mente o pesadelo das águas do canal invadindo sua casa. “Cheguei a perder tudo, durante uma enchente”, recorda ela.

Agora, Marina e outros moradores da região sabem que podem dormir sossegados com as obras da Prefeitura no canal que desagua no Rio Barigui.

“Tão bom ver o fim da obra da Prefeitura. Acho que não vamos mais ter aquelas enchentes nos dias de muita chuva”, comemora a dona de casa Marina Marques.

Prevenção às enchentes

A região também integrou as obras de execução de muro de contenção nas margens do Rio Barigui, numa extensão de 3.486 metros e do perfilamento do canal e alinhamento de fundo do Rio Barigui, com extensão de 22km.

A Prefeitura também implantou uma bacia de detenção na sub-bacia do Ribeirão do Muller, através do alargamento e reperfilamento do canal, construção de diques de contenção e estruturas de controle e recuperação de mata ciliar, num percurso de 52 mil metros, no CIC.

Também no CIC, foi implantada uma galeria de águas pluviais na Rua José Mendes Sobrinho, Rua Ludovico Zanier e Rua Nelson Borba, numa extensão de 1.500 metros.

Nova sede do Cras Vila Verde

A Prefeitura também cuidou do atendimento social. O Cras Vila Verde ganhou um novo prédio. A unidade ficou maior, teve espaços revitalizados e passou a contar até com uma nova quadra de esportes, usada principalmente por crianças e adolescentes. As mudanças permitiram qualificar os serviços e melhorar o atendimento de 425 famílias, em média, que procuram todos os meses o local. 

Empreendedorismo nos bairros

O Espaço Empreendedor foi reaberto, em 2017, e passou a fazer em média 1.700 atendimentos ao mês. O local oferece apoio e consultoria gratuita para os empreendedores da região.

Nosso Canto

O Programa Nosso Canto teve 1.044 praticantes que participaram das atividades que ensina técnica vocal com aulas sobre fisiologia da voz, impostação e dicção, práticas de canto coral, com repertório específico para grupos vocais e vários gêneros musicais.

Ao todo, 25.310 pessoas participaram de eventos e atividades culturais na regional.

Capacitação e assistência social

A comunidade da região foi beneficiada por várias ações da Fundação de Ação Social (FAS) realizadas na região. Através dos programas e oficinas do Mobiliza e Primeiro Emprego (PPE), 893 adolescentes e jovens participantes receberam noções para o mercado de trabalho.

A FAS também ofertou 236 cursos de capacitação profissional na região que contou com a participação de 4.580 pessoas.

O posto do Sistema Nacional de Emprego (SINE) da Rua da Cidadania atendeu 145.749 pessoas e foram emitidas 5.662 Carteiras de Trabalho.

A FAS também forneceu subsídios alimentares para famílias em situação de risco social em 2020, especialmente durante o período mais crítico da pandemia do coronavírus (março a dezembro de 2020). Na Regional Tatuquara foram entregues 4.926 cestas básicas e 3.038 créditos alimentares para serem usados nos Armazéns da Família.