Para reforçar ações no campo da educação empreendedora, que tem o foco no desenvolvimento de competências integradas à construção de projetos de vida, o Sebrae/PR está distribuindo 272.400 gibis para alunos do Ensino Fundamental I e II das escolas públicas municipais em 151 municípios paranaenses.

A ideia de desenvolver os quadrinhos surgiu para levar conteúdo empreendedor de forma lúdica, divertida e com interação direta da criança por meio das atividades propostas nas publicações, como colorir, caça palavras e labirinto.

“Oferecer conteúdo de qualidade sem depender do mundo digital ou de uma conexão, entregando material impresso, permite a experimentação de situações que levam a pensar e ao autoconhecimento ao longo do tempo”, explica a consultora do Sebrae/PR, Sônia Shimoyama.

A produção dos quadrinhos contou com a colaboração de dois professores, que auxiliaram na análise do enredo certificando que seria entregue o melhor material para os alunos. Foram criadas duas histórias dentro mesmo gibi, com objetivo de atender o Fundamental I e II com o mesmo material. Também foram desenvolvidos vídeos de orientação para apoiar os professores ao aplicar o conteúdo.

A pandemia do coronavírus mudou a forma como nos relacionamos, inclusive no trabalho. Segundo o relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2020, realizado no Brasil por meio de uma parceria entre Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ), a taxa de empreendedorismo potencial, composta por cidadãos que não têm um negócio, mas pretendem abrir uma empresa em até três anos, teve um aumento de 75%, passando de 30%, em 2019, para 53%, em 2020.

O Sebrae acredita que a educação empreendedora é importante para o desenvolvimento de qualquer município. O empreendedorismo está nos setores mais importantes da economia, sendo responsável por 8,4 milhões de empresas na área de serviços, 5,2 no comércio, 2,2 na indústria, 1,2 milhão na construção civil e 156 mil na agropecuária.

“O incentivo ao empreendedorismo mostra-se essencial no atual contexto que vivemos, na busca por novas oportunidades, para fortalecer a resiliência e desenvolver as habilidades socioemocionais”, garante a consultora.

O Programa Educação Empreendedora tem como objetivo desenvolver a cultura do empreendedorismo junto aos atores envolvidos no ensino formal, como professores, gestores, comunidade escolar e, especialmente, estudantes. Para saber mais sobre ações na área, basta acessar o link.