Motos são muito utilizadas em assaltos, sobretudo, para coisas de pequeno porte, pois podem “furar” o trânsito, passar por cima de calçadas, enfim, por onde um carro não pode passar. Com isso, o bandido consegue sair mais rápido e despistar a polícia e qualquer pessoa que resolva ir atrás.
Embora já tenha algum tempo que as motos são utilizadas para crimes, foi na década de 90 que seu uso aumentou muito, aproveitando os congestionamentos e os tempos mais quentes, quando os motoristas deixam o vidro do carro aberto.
O uso de motos em crimes foi tão grande na Colômbia que lá os motociclistas foram obrigados a usar coletes com o número da placa desde 1995.
Os motociclistas assaltantes, geralmente, agem em dupla. Um dirigindo e outro na garupa, com a arma em punho. Para abordar, quase sempre param do lado do motorista que esteja com a janela aberta, parado em um semáforo. E aqui vai a primeira dica. Prefira andar sempre com o vidro fechado. Isso já impede boa parte dos crimes.
Quando parar no semáforo, tente ficar há alguns metros do veículo da frente. Com a possibilidade do veículo poder se deslocar, os assaltantes podem desistir da ideia.
Prefira também andar acompanhado, pois pessoas sozinhas são as preferidas dos bandidos. Ainda mais se a motorista for mulher.
Não ande com relógios de valor no pulso esquerdo e com a mão para fora do veículo. Também não deixe objetos de valor no banco e com vidros abertos. Se tiver um laptop, prefira deixar ele embaixo do banco ou dentro do porta-malas. Cuidado redobrado ao sair do banco. Caso esteja sendo seguido, tente estacionar em um local seguro, como um shopping, um local de grande movimentação e chame a polícia.

*Delegado de Polícia Federal, Mestre em Administração de Empresas pela John Molson Business School – Montréal Canadá, Pós-Graduado em Gestão Estratégica PUC-PR e Graduado em Direito PUC-PR.
www.facebook.com/delegadogastao