Os abrigos da Prefeitura atenderam 458 pessoas em situação de rua na noite desta terça-feira (9/7) e madrugada de quarta (10/7). O atendimento é resultado da ação intensificada da Fundação de Ação Social (FAS), de busca e acolhimento, que começou no dia 2, em função do frio intenso registrado na cidade desde semana passada. A medida será mantida na noite desta quarta-feira.

A maioria, 393 pessoas, procurou as unidades de abrigo espontaneamente, atendimento que é feito até as 23 horas. As outras 65 pessoas foram abordadas e encaminhadas pelas equipes de educadores sociais da FAS que percorrem toda a cidade em busca de pessoas que estavam desprotegidas nas ruas.

Durante toda a noite, a FAS recebeu – por meio da Central 156 – 126 solicitações de atendimento a pessoas em situação de rua e, em 24 casos, foi até o endereço indicado, mas não havia ninguém no local. Mesmo com o frio, 51 pessoas recusaram atendimento e preferiram ficar nas ruas.

Por estar com a saúde debilitada, uma pessoa foi levada até uma unidade de pronto atendimento, onde recebeu cuidados médicos. Depois de ser atendida pela equipe, uma pessoa decidiu deixar as ruas e retornar para a família.

Um homem também foi acolhido levando junto o cão de estimação. Eles foram levados para uma das unidades da FAS que contam com canil.