O núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpriu na manhã de terça-feira, dia 6, um total de 12 mandados de prisão preventiva. Levaram à prisão policiais rodoviários do estado. Na mesma oportunidade foram feitos 20 mandados de busca e apreensão em quatro postos nos municípios de Palmas, Mariópolis, Francisco Beltrão e Realeza e em 16 residências localizadas em diferentes regiões do estado.

Batizada com o nome de “Manus Capio”, a ação aconteceu como resultado das investigações do Gaeco, que vinha apurando crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, peculato e quebra de sigilo funcional. Os delitos vão da liberação de transportes de mercadorias ilegais à liberação de veículos em situação irregular, com a contrapartida de propinas em dinheiro vivo. Os mandados, expedidos pelo Juiz da Auditoria Militar de Curitiba, estão sendo executados em conjunto com a Corregedoria da PM.