Policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC), com apoio da Polícia Militar do 13º Batalhão prenderam, no sábado (17), Celso Luiz Marques, 38 anos, suspeito usar a foto do filho com câncer cerebral, para pedir dinheiro, mas não repassava o dinheiro ao menino. O homem não vê a criança há sete anos. Celso foi preso no bairro Tatuquara, em Curitiba. De acordo com a polícia, Celso, que estava sendo procurado pela DEDC há três meses, praticava golpes em semáforos, ônibus e locais bastante movimentados. Para tentar conseguir mais dinheiro, ele também deixava caixas de sapato com fotos de seu filho em estabelecimentos comerciais. Ao final do dia, ele passava para buscar o dinheiro. Segundo o delegado titular da DEDC, Cassiano Aufiero, não dá para saber quanto ele conseguiu arrecadar com o golpe, mas há informações que pessoas contribuíam com até R$ 300. “Celso confessou em seu interrogatório que realmente não repassava o valor para o tratamento de seu filho, afirmando que como não tinha emprego, vivia deste dinheiro” comenta o delegado.  Celso foi autuado por estelionato, abandono material e por submeter menor a constrangimento. Ele foi encaminhado ao Setor de Carceragem Temporária da DEDC, onde aguarda decisão da Justiça.