No terceiro trimestre de 2017 a economia do Paraná cresceu 2,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Desta maneira, o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado alcançou R$ 101,675 bilhões, segundo dados divulgados no início de dezembro pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

O Paraná teve crescimento superior ao dobro da média dos demais estados do Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado do ano, a economia do Paraná registra alta de 2,1%, contra 0,6% do Brasil.

Influenciado pela performance positiva alcançada em praticamente todos os setores do Paraná. No terceiro trimestre, a agropecuária cresceu 11,1%, a indústria 2,5%, os serviços 2,1% e a geração de impostos 3,1%.

“O Paraná demonstra que o trabalho dos paranaenses, na indústria, no campo, no comércio e serviços, apoiado por uma administração pública voltada ao desenvolvimento socioeconômico, promove resultados melhores que os do país”, afirma o governador Beto Richa. “Deixamos a crise para trás antes, mas o Brasil, felizmente, também segue o caminho de recuperação”.

O diretor presidente do Ipardes, Julio Suzuki Júnior, ressalta que os dados comprovam que o Paraná saiu da crise em uma velocidade mais rápida e em um ritmo mais contundente que o Brasil. “O bom desempenho na agropecuária se estendeu aos demais setores ao longo do ano, o que faz com que o Estado tenha um desempenho mais positivo que a média”, explica.