Em mais uma frente do Programa Municipal de Retomada Econômica, Sebrae/PR e outras entidades vão apoiar empresários do setor

Por meio de uma parceria entre diversas entidades, o Sebrae/PR vai realizar ações específicas para o setor turístico, beneficiando diretamente os pequenos negócios em Curitiba. Parte do Programa Municipal de Retomada Econômica, o projeto contempla a realização de consultorias, além de oferecer atendimentos personalizados e soluções que possam ajudar a desenvolver os produtos regionais de forma segura, digitalizando processos e potencializando resultados do segmento.

“É um projeto amplo, que começou com a aplicação das recomendações do Manual de Conduta Segura para os Serviços Turísticos. Agora, vamos ofertar consultorias e soluções que ajudem a sanar algumas das principais dificuldades neste momento, auxiliando na retomada os pequenos negócios do turismo”, explica a coordenadora estadual de turismo do Sebrae/PR, Patricia Albanez.

O projeto contempla sete setores do turismo prioritariamente, sendo eles: artesãos; guias e agências de turismo; transportadoras turísticas; hospedagem; gastronomia e eventos. No entanto, não se restringe a essas atividades. Toda a cadeia de produção associada ao turismo poderá contar com esse atendimento. A programação é 100% gratuita e vai oferecer consultorias especializadas para os serviços de alimentação e hospedagem; receptivo; eventos e artesanato, além de capacitações sobre gestão e mercado para retomada dos negócios; inovação tecnologia e transformação digital e conduta segura na prevenção da Covid-19. Temáticas que, segundo a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, são de extrema importância, principalmente, na retomada.

“Temos um percentual grande de micro e pequenas empresas do turismo. O setor passou por um grande impacto econômico com a crise do coronavírus e essas consultorias vêm para dar um suporte, preparando os empresários para a nova postura do consumidor, o que agrega muito para a identidade que estamos construindo para o destino Curitiba”, destaca Tatiana.

As atividades vão até o dia 30 de novembro, portanto, as inscrições no chamamento público devem ser feitas até esta data, pelo site. Poderão participar micro empresas e empresas de pequeno porte, microempreendedores individuais, artesãos cadastrados pelo Instituto Municipal de Turismo de Curitiba e profissionais liberais da cadeia de turismo e eventos. Todo devem ter empresa sediada em Curitiba.