A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais ficou lotada na manhã deste sábado (8/9), Dia da Padroeira de Curitiba. A missa celebrada pelo arcebispo dom José Antônio Peruzzo marcou os 350 anos da fundação da primeira paróquia da cidade, em 1668, a Paróquia de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

Durante a cerimônia a catedral recebeu a primeira imagem de Nossa Senhora a ocupar a capela. Feita em terracota, foi trazida de São Paulo pelos povoadores em meados do século XVII e, atualmente, pertence ao acervo do Museu Paranaense. A imagem ficará na Catedral até 30 de setembro de 2019.

O arcebispo falou sobre a chegada da Santa a Curitiba relatando as dificuldades da época. “Os curitibanos não sabiam, nem podiam prever o futuro, mas a Nossa Senhora da Luz era para eles a esperança. Agora, 350 anos depois daquele encontro primeiro, os curitibanos de hoje querem manifestar a ternura de ontem”, disse dom José Peruzzo.

O prefeito Rafael Greca destacou a esperança que Nossa Senhora da Luz dos Pinhais representa para os curitibanos. “Bendita seja Maria, a mãe de Jesus, nesse lugar, há 350 anos venerada com o título tão poético, feliz, profético e tão cheio de esperança de Nossa senhora da Luz dos Pinhais de Curitiba.”

“Bendita seja a luz que precede a aurora, a luz que os poetas e a liturgia chamam de estrela matutina, Stela Maris, aquela que nunca se põe. Viver na luz é não nos perdermos, viver na luz nos permite andarmos na direção certa”, destacou o prefeito que, em sua reverência, falou que a Virgem sinaliza a grande luz que é Deus, a Luz da Divina Providência. “Nessa igreja, diante da Virgem Senhora da Luz dos Pinhais, viemos celebrar o jubileu dos 350 anos da Paróquia de Curitiba. Viemos pedir para nossa padroeira que cuide de Curitiba, que abençoe cada um dos curitibanos”, disse o prefeito.

Dom José Peruzzo agradeceu a presença de Greca, que estava acompanhado do vice-prefeito Eduardo Pimentel, da presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Ana Crisitina de Castro, da presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Elenice Malzoni, e do administrador da Regional Matriz, Dirceu Mattos.

Memorial

Para as comemorações do Jubileu da Paróquia será feito na lateral da Catedral um memorial, com uma nova réplica da padroeira Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Também serão feitas readequações nas rampas de acessibilidade. Os projetos serão avaliados pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Depois da missa, o prefeito acompanhou dom José Antonio Peruzzo em procissão até o Memorial da Padroeira de Curitiba, na confluência das Ruas Barão do Serro Azul, São Francisco e Travessa Nestor de Castro. Lá, foi realizada a coroação de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Uma coroa de flores foi colocada na imagem pela jornalista Isabella Mayer.

O gesto, destacou Greca, relembra a tradição de coroar com flores Maria, a mãe de Jesus. “Significa homenagem a essa mulher e mãe que Deus escolheu como instrumento da sua encarnação nesta Terra. É o sinal da vida. Vida eterna, que também é vida humana. A terra é sagrada e os filhos da terra também são sagrados. Nossa senhora da Luz d. para as pessoas que acompanharam a homenagem.

Participaram da missa o arcebispo emérito dom Pedro Fedalto; o cônego da Catedral Basílica de Curitiba, Elio José Dall’agnol; o presidente da Câmara de Vereadores, Serginho do Posto, e a coordenadora dos Núcleos Regionais da FCC, Angelina Balaguer.