O pesquisador e professor da UFPR Flávio Zanette faz, nesta quarta-feira, os primeiros enxertos de mudas de pinheiros produzidas em grande escala, como parte do Programa O Resgate da Árvore Símbolo do Paraná, que tem a meta de plantar 10 milhões de pinheiros no Paraná.

O programa tornou-se viável com a aprovação pela Alep da Lei 20.223/2020 que estabelece regras de plantio, cultivo e exploração comercial da espécie araucaria angustifolia, conhecida como Pinheiro do Paraná).

São 20 mil mudas de 1,5 ano de idade, aptas a receber o enxerto e que se transformarão em árvores superprodutivas, capazes de produzir de 300 a 500 pinhas cada quando atingirem a maturidade.

Esse extraordinário avanço genético é fruto de muitos anos de estudo de técnicos da UFPR e da Embrapa, liderados pelos pesquisadores Flávio Zanette e Ivar Wendling.

Este é o primeiro viveiro florestal de pinheiros a produzir em grande escala essas árvores especiais, de produção precoce que, espera-se, voltem a povoar o Estado do Paraná, gerando renda aos proprietários rurais, especialmente os do sul do estado.

Flávio Zanette fará demonstração do enxerto dessas mudas e dará detalhes do programa.

Data: Quarta-feira, dia 23/09/2020 (amanhã)

Horário: 10 horas

Local: Viveiro do Portal da Graciosa (localizado a 5 km do centro de Piraquara)

EndereçoRua Olinda de Almeida Santos, 1750 – Bairro Planta Suburbana, Piraquara.

Esta rua é a ligação entre as cidades de Piraquara e Quatro Barras. A entrada da chácara do viveiro fica a 5 km contados a partir da linha férrea, sentido Quatro Barras.)