Jornalista Humberto Schvabe

Como recebemos este mês um relato de atividades desenvolvidas pelo 13º Batalhão de Polícia Militar, acreditamos ser importante destacar estas atividades que demonstram a preocupação do comando atual não apenas em informar as suas ações, mas em especial interagir com a comunidade. E olha que são muitas ações neste sentido.
Durante o mês de agosto, motivado pelas comemoração dos 162 anos da PM do Paraná muitas atividades foram desenvolvidas junto com o comando geral. De maneira específica, aqui na região no dia dois de agosto policiais foram doar sangue no Hemepar numa ação voluntária.
Crianças em situação de vulnerabilidade social também foram recebidas para brincar e viver um momento diferente de lazer. Também tiveram a oportunidade de falar com os alunos do Curso de Formação de Soldados visando estreitar esta relação.
Alunos da Escola Egregora de Curitiba, alunos especiais foram também recebidos e conheceram detalhes da corporação ao mesmo tempo quem também tiveram a oportunidade de estreitar seu relacionamento com os policiais militares da unidade. Conheceram o quartel, usaram capacete, colete balístico, boina. E tiveram contato com preceitos e valores militares. O tradicional gesto de continência também foi um sucesso. Os alunos ficaram entusiasmados com a atividade física militar e com especial satisfação com a experiência de andar com o “carro da polícia”.
Também cerca de 20 pessoas da chamada melhor idade da comunidade do bairro Fanny estiveram em visita conhecendo um pouco da história da Polícia Militar, do 13° Batalhão.
Esta interação pode mostrar para a comunidade o lado humano do policial que como toda a comunidade também tem sua vida civil com todos os problemas e alegrias das pessoas que por vezes os olham de mineira diferenciada. Falando de saúde, os visitantes foram também à Unidade Básica de Saúde (UBS)do quartel, onde auferiram a pressão, se pesaram e mediram a altura e receberam orientações de prevenção. Entre cada uma destas atividades, também aconteceu algum entretenimento como alongamento e algumas brincadeiras.
Durante três dias consecutivos cerca de 150 crianças da Guarda Mirim da Escola Municipal Nair de Macedo e crianças do Projeto Construindo Futuro que é desenvolvido pela Associação Guadalupana de Educação Lassalista, visitaram o Batalhão nesta interação, também receberam doações de roupas e agasalhos arrecadados.
Alunos do Curso de Formação de Soldados também desenvolveram atividades com alunos do Colégio Yara Bergman, na Vila Osternack Colégio João de oliveira Franco, na Vila Fanny e o Colégio Guilherme Maranhão, no bairro Tatuquara. Ações como manutenção de jardinagem, pintura de paredes, muros e recuperação de carteiras. Ações dentro da filosofia de trabalho de Polícia Comunitária, interagindo com a Comunidade.
Palestras diversas em locais como auditório da faculdade Unicesumar, Hospital Zilda Arns
Parabéns aos integrantes do 13 por este trabalho integrado onde buscam a integração dentro do princípio onde destacam que “juntos somos mais fortes!”. Obrigado à Tem Danuza pelas informações e ao comando pelo exemplo levado no seu dia a dia e nestas atividades com a comunidade.