Ao voltarem às atividades escolares, no dia 15, as crianças e estudantes da rede municipal de ensino vão encontrar novidades. A Secretaria Municipal da Educação investiu na compra de materiais, como novos brinquedos e kits de robótica (microduíno), e dará início ao ano letivo com novos profissionais.

Em janeiro foram convocados 380 profissionais do magistério, aprovados em concurso público, para atendimento às turmas de Educação Infantil e também de 1º ao 5º ano.

Os professores entrarão em sala de aula com conteúdos atualizados. Os 17 mil profissionais da área vão dedicar os últimos dias de férias para aprimoramento nas reuniões pedagógicas dos dias 13 e 14, com o tema Reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

As reuniões compõem a Semana de Estudos Pedagógicos, um dos mais importantes movimentos de formação dos profissionais da área, incluída no Veredas Formativas, programa voltado ao desenvolvimento dos servidores da educação.

Cadernos de estudos e uma programação especial foram desenvolvidos pela equipe de gestão educacional e seus departamentos para fomentar a discussão sobre inclusão e a BNCC. “Dedicaremos o ano para a produção de conhecimento com o olhar atento às diferenças inerentes a todas as pessoas que convivem nos nossos espaços escolares e às formas de superá-las”, ressalta a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Dinheiro em caixa

Outra boa novidade é o pagamento na primeira quinzena de fevereiro, antes do início das aulas, da primeira parcela de 2019 do Fundo Rotativo para escolas, Centros Municipais de Atendimento Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs).

O repasse será de aproximadamente R$ 3,1 milhões depositados diretamente nas contas das unidades que, com dinheiro em caixa, poderão se organizar para iniciar as atividades com a programação de compras e pagamentos de serviços.