O mutirão de castração de cães e gatos que aconteceria em junho na Regional Pinheirinho foi adiado para o segundo semestre deste ano. A causa é a pandemia do novo coronavírus. Moradores da região poderão, excepcionalmente, pleitear atendimento em qualquer uma das clínicas com vagas abertas nos próximos meses.

Agendas serão liberadas no site da Rede de Proteção Animal a partir desta sexta-feira (15/5). A orientação vale também para quem já havia feito o agendamento para o mutirão.

O adiamento contribui com as medidas de distanciamento social, já que os mutirões reúnem um grande número de pessoas em um curto espaço de tempo. O mutirão da Regional Cajuru também teve mudanças recentes, com a suspensão e distribuição de atendimentos.

É a segunda alteração do evento no Pinheirinho, que aconteceria inicialmente em abril. A primeira aconteceu por questões logísticas, porque a clínica responsável pelo trabalho no castramóvel é do estado de São Paulo, que enfrentava sérias restrições em razão do novo coronavírus.

Nas clínicas

Atendimentos nas clínicas credenciadas continuam normalmente. No site da Rede de Proteção, em cada um dos eventos, há uma lista dos bairros contemplados.

Todos os prestadores de serviço foram orientados a organizar o fluxo de atendimentos para evitar aglomerações, intensificar a higienização dos espaços e superfícies e disponibilizar álcool em gel para os tutores.

Cuidados

A Rede de Proteção Animal reforça a atenção aos cuidados que os tutores devem tomar em relação ao coronavírus, como ir sozinho com seus animais, evitar aglomerações e manter  medidas de higiene (lavagem das mãos, uso de álcool em gel). O uso de máscaras faciais é obrigatório.