A implantação de asfalto de qualidade pela Prefeitura em ruas do Novo Mundo já está fazendo diferença nos deslocamentos dos motoristas profissionais. Este é o caso do Marivaldo Mendes, que trabalha na Risotolândia, uma das empresas fornecedoras de alimentação para as unidades educacionais municipais.

“Venho aqui nesta rua com frequência para entregar a merenda das crianças da escola. Antes, estava muito precária, igual a estrada de vila”, lembrou ele. “Já reparei que várias outras ruas estão sendo asfaltadas. A gente anda em muitos bairros e vê a diferença”, disse Mendes, motorista profissional há 5 anos.

Ele faz a entrega da alimentação das crianças da Escola CEI do Expedicionário, que fica na Rua Baldur Magnus Grubba, uma das dez que estão sendo asfaltadas no Novo Mundo. Ao todo, o serviço no bairro é executado numa extensão de 6.390 metros e o investimento é de R$ 4,6 milhões. Os recursos são de convênios feitos pela Prefeitura e também do tesouro municipal.

Sinalização provisória

Na Baldur Magnus Grubba, no cruzamento com a Rua Luiz Losso, foi feita a sinalização provisória, enquanto a segunda camada de asfalto não é colocada.

“Temos feito a sinalização horizontal (pintura) nesta fase para que todos identifiquem facilmente a preferencial”, disse Guacira Civolani, engenheira da Secretaria de Obras Públicas, que coordena os trabalhos de pavimentação. A sinalização vertical é mantida durante todo o andamento do trabalho de revitalização. “Nós não tiramos as placas, que devem ser observadas e respeitadas pelos motoristas. O que indica a via preferencial é a placa, não a qualidade do asfalto”, orientou.

O profissional autônomo Murilo Gregório da Silva, que mora na Baldur Magnus Grubba há 40 anos, aprovou a sinalização prévia, mesmo antes de o serviço terminar. “Esta esquina já teve muitos acidentes. Aqui tem muito movimento, passa carro, passa ônibus, é uma ligação importante”, contou o morador da Vila Uberlândia. A linha de ônibus Portão é a que passa pela Rua Baldur Magnus Grubba.

Bom para todos

A merendeira Rosecleia Aparecida Santos Lemos trabalha no Colégio Estadual João Bettega. “A Rua João Surian ficou perfeita”, afirmou ela, no ponto de ônibus por onde passa a linha Uberlândia.

Rosecleia lembra que na região tem ainda a creche Pimpão e a Escola Municipal Dr. Osvaldo Cruz. “Tanto faz se a pessoa tem carro ou anda de ônibus, tem filho na escola, na creche ou não. Rua bem asfaltada é bom pra todo mundo”, resumiu.

Morador da Rua Djalma Ferreira Maciel há dez anos, o empresário Sidney Novaes Dias revela que o asfalto era uma necessidade há muito tempo. “Nós pedimos muito. Aqui tinha antipó com remendo e o ônibus Vila Cubas quase tombava na rua”, conta ele. Também passam pela Djalma Ferreira Maciel as linhas Dom Ático e o madrugueiro São Pedro/Rio Negro.

O aposentado Ari Floriano morou toda a sua vida na Eloy de Assis Fabris, que também está sendo revitalizada. Ele disse que a rua é muito importante, não apenas para os moradores. “Aqui tem a Unidade de Saúde Vila Clarice, que atrai muita gente. Esta rua é também a ligação do Capão Raso com a Avenida Santa Bernadethe”, explicou.

O empresário Fábio Cardoso aprovou a revitalização da Rua Abílio Holzmann, onde moram seus pais. “É uma questão de cuidado. A rua não estava legal”, observou.

Segunda camada de asfalto

Quase todas as vias que estão sendo renovadas no Novo Mundo ganharão na próxima fase dos trabalhos a segunda camada de asfalto, incluindo a Coronel Herculano de Araújo, entre a Rua João Surian e a Avenida República Argentina, e a Laudelino Ferreira Lopes, entre a Pedro Gusso e a Deputado Waldomiro Pedroso.

No final, é feita a sinalização definitiva, na qual é utilizado material termoplástico, mais resistente aos desgastes do tempo.

Entre as dez ruas em revitalização no Novo Mundo, a João Stenzowski e a Américo Vespúcio estão prontas, com as duas camadas de asfalto e a sinalização definitiva. Elas fizeram parte do primeiro convênio feito pela Prefeitura de Curitiba no início do ano.