– Pedro da Costa – O sofrimento surge porque não permitimos que a mudanças aconteçam. Nos agarramos as coisas, desejamos que permaneçam estáticas. Se você ama uma mulher, deseja que ela esteja com você amanhã também, da mesma forma como está hoje. É a partir daí que o sofrimento surge. Ninguém pode estar certo do que vai acontecer no próximo momento. O que dizer então do futuro?

Um homem de percepção sabe que a vida está em constante mudança. Tudo que há de permanente na vida são as mudanças. Tudo aquilo que não for mudança mudará. Aceitar isso como a natureza de uma vida, aceitar essa existência em movimento com todas as suas estações e climas, esse fluir constante que não para sequer por um momento é encontrar a felicidade.