A implantação do produto turístico Estrada de Ferro Morretes – Antonina, da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), tem sinalização positiva de interesse por parte do Governo Estadual. A ação tem respaldo da empresa Rumo Logística e já conta com o apoio da Paraná Turismo. A data estabelecida para o início de operações é 22 de dezembro de 2019.

A idealização deste produto turístico é dos anos de 1990, há mais de duas décadas, quando Márcio Assad foi diretor de Comunicação da ABPF no Paraná, “e agora ganha pontual incentivo e impulso do governo de Carlos Massa Ratinho Júnior. Com o aval da empresa Rumo Logística”, relata o idealizador, do plano que tinha a denominação original de “Antonina, Ferrovia e Mar”.

Com a anuência do vice-presidente da ABPF nacional, engenheiro Marlon Ilg, o lapeano vai coordenar em conjunto com os parceiros, a implantação do trem turístico com uso da Maria Fumaça Locomotiva 11. Márcio Assad foi convidado para ocupar a função de Chief Executive Officer (CEO), tendo o ferroviárista Rodrigo Dolenga, de vasta experiência em operação ferroviária – caso do trem de Piratuba-SC, como Diretor de Operações.

O presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, recebeu a ABPF, na segunda-feira (06/05). A reunião confirmou o início deste trabalho, em parceria com a concessionária detentora das linhas férreas, empresa Rumo Logística.

“Estou muito contente com esse novo desafio, apoiado por Marlon Ilg, nossa ligação é histórica: trabalhei com seu pai Ralf Ilg. Temos companheiros de desafios e vitórias desde o pioneirismo no turismo férreo no Brasil e agora recebemos junto com a ABPF, da Paraná Turismo, porta de entrada para o governo do Estado e da empresa Rumo Logística, sem a qual nada disso poderia estar acontecendo”.

Márcio Assad (pelo Centro de Memória Ferroviária da Lapa) em conjunto com as ABPFs, regionais Santa Catarina, Paraná e nacional, são referências para a Rumo Logística. Isso nos trabalhos em prol  de passeios eventuais e comemorativos, caso do trem natalino. “Também agradeço ao nosso deputado da região, Emerson Bacil, pelo apoio  dessa  proposta e outras que temos e que ele tem se apresentado como parceiro, nas áreas do engrandecimento de nossa história e preservação da memória” completou.

A Paraná Turismo, por meio do presidente João Jacob Mehl, tomou conhecimento do projeto no 25º Salão Paranaense de Turismo e, prontamente, marcou a reunião, onde se decidiu o total apoio ao projeto. Desta agenda, também, participou o diretor de Marketing, Aldo Carvalho, que acompanha o trabalho de Assad desde os primórdios do turismo férreo, quando já fazia parte da Empresa Paranaense de Turismo – ParanaTUR.