O governador Beto Richa recebeu na manhã da quarta-feira (28) os atletas paranaenses que competiram nos Jogos Rio 2016. Na solenidade, que lotou o Salão de Atos do Palácio Iguaçu, o governador anunciou a continuidade do programa Talento Olímpico do Paraná. O que vinha sendo chamado de TOP-2016 passa a denominar-se TOP-2020. “Vamos continuar. Não vamos deixar morrer esse programa, que é um sucesso. E se tudo correr bem vamos ampliar os incentivos”, afirmou Richa, sob aplausos dos atletas e paratletas, técnicos, professores e estudantes, dirigentes de federações de esporte e paraesporte.

Medalhistas Ágatha Bednarczuk, do vôlei de praia, e Marcelo Santos, da bocha paralímpica, vencedores da medalha de prata na competição são bolsistas do programa Talento Olímpico do Paraná. Outros 30 atletas, além de dois técnicos também fazem parte do programa participando da Olimpíada e Paralimpíada.

Eles receberam certificado do Governo do Paraná. “É um orgulho fazer parte deste programa, que é um dos maiores do País e que ajuda muitos atletas. É uma valorização incrível”, afirmou Ágatha. “Sozinho, não conseguiria esse resultado. Consegui graças ao apoio que recebi”, disse Marcelo.

Também foram homenageados o goleiro Weverton, ouro com a seleção brasileira de futebol; os campeões no vôlei masculino Serginho e Lipe; Tiago Silva e Maurício, ouro paralímpico no futebol de 5; Rafael Silva, bronze no judô, além de outros importantes atletas que não subiram ao pódio mas que conquistaram resultados para o Paraná. Entre eles, os bolsistas do TOP Daniel Jorge, Anderson Silva e Carlos Jacó, quartos colocados com a seleção brasileira de vôlei sentado; Welder Knaf, quarto no tênis de mesa por equipe; Márcia Menezes, quinta no halterofilismo; e a nadadora Beatriz Borges, 5º lugar nos 100m peito.

 

“Todos são vencedores e são exemplo para os jovens dos benefícios e do alcance do esporte”, afirmou Richa.