O governador Carlos Massa Ratinho Junior assumiu, no último dia 19, a vice-presidência do Silk Cities, rede global que reúne empresas privadas e órgãos públicos em torno da cadeia da seda. Este cargo é um reconhecimento ao Paraná, maior produtor de seda do Brasil. Ele compartilha a vice com a Abraseda (Associação Brasileira da Seda), e a presidência é da Hermès e de Lyon.

A Rede Internacional de Cidades da Seda e Regiões Metropolitanas incentiva o potencial dos produtores do fio de seda em todo o globo. A solenidade aconteceu em formato híbrido (em Lyon, na França, e virtual em todo o mundo) com representantes do mercado de todo o mundo. Diretores de marcas como Hermès, Chanel, Gucci, Yves Saint Laurent, Balenciaga e Dior também participaram.

O Brasil, representado pelo Paraná nessa próxima gestão, está inserido no Silk Cities desde 2019, após visita do governador à França. O grupo inclui lideranças da China, Japão, Itália, França, Espanha, Uzbequistão e outros países considerados peças-chave na rota da seda, da produção do fio aos produtos finais, especialmente na moda.

“A seda do Paraná é considerada uma das melhores do mundo. Ela está presente em roupas de grandes marcas, como Chanel e Hermès, que são produzidas com o fio da seda do Paraná. Com a demanda internacional pela seda brasileira, é possível, num curto espaço de tempo, elevar em 30% a produção. Em médio prazo, a produção pode dobrar nos próximos anos”, destacou Ratinho Junior.