A Frente Parlamentar Ambientalista do Paraná promove, nesta terça-feira (24), a partir das 19 horas, de forma on-line, debate sobre a crise hídrica que assola o estado, com mais gravidade a Região Metropolitana de Curitiba, que enfrenta racionamento na distribuição de água.

“Esta situação de crise hídrica que o Paraná enfrenta tem suas causas já explicadas por pesquisadores e ambientalistas. Neste debate, pretendemos conversar sobre como enfrentar e superar este problema que aflige milhões de paranaenses”, informou o deputado Goura (PDT), presidente da Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Paraná.

Frente Ambientalista

Goura é o coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista do Paraná, que foi lançada no final de junho e é formada por parlamentares municipais, organizações e movimentos sociais, universidades, movimentos ambientais, pesquisadores de órgãos públicos e da sociedade civil.

A Frente Paraná se inspira no trabalho da Frente Parlamentar Ambientalista Nacional do Congresso nacional. “Nosso objetivo é fiscalizar e defender políticas públicas de preservação ambiental no estado. Como é o caso desta crise hídrica, que precisa de ações urgentes”, disse.

Enfrentar a crise hídrica

Segundo Goura, já é consenso entre as autoridades públicas, pesquisadores, ambientalistas e cidadãos que é preciso enfrentar o problema da falta de água e trabalhar para que os efeitos negativos da estiagem prolongada sejam minimizados.

No debate serão apresentados dados e fatos da crise climática no Brasil e no Paraná e o diagnóstico socioambiental sobre a crise hídrica no Paraná. “Queremos fortalecer ações municipais e debater propostas de políticas públicas de superação desta crise hídrica que assola o estado.”

“Vamos construir uma proposta de uma articulação estadual tendo como principal estratégia a segurança hídrica, com foco na conservação ambiental e no combate aos retrocessos ambientais”, destacou Goura.

Participantes

Participam do debate o diretor de meio ambiente e ação social da Sanepar, Julio Gonchorosky; o professor Francisco Mendonça, titular da UFPR e um dos coordenadores do LaboClima/UFPR; Malu Ribeiro, diretora de políticas públicas da Fundação SOS Mata Atlântica; a vereadora de Maringá, Ana Lucia Rodrigues (PDT); o vereador de Colombo Anderson Prego (PT); a vereadora de Cascavel, Liliam Borges Porto (PT); o vereador de Guaratuba, Fabiano da Caieiras (PSD) e o vereador de Curitiba, Marcos Vieira (PDT).