Com a realização de uma grande festa junina no dia 20 de junho, na sede do Sindaruc (Sindicato dos Permissionários do Ceasa Paraná), em Curitiba, foi encerrado um trabalho sobre manipulação adequada e reaproveitamento de hortigranjeiros.

Denominado Arraiá Gastronômico do Ceasa, o evento teve como ponto central a cozinha da Central de Abastecimento em Curitiba e para sua realização contou com a participação de diversas entidades que atuaram diretamente na manipulação dos alimentos como Slow Food Pró-Vita, liderados por João Alceu dos Santos, a Chef Denise Diedsitsch, Camila Pazzelo, Ana Ribeiro e Beahtriz Diedsitsch; TEC-PUC, através das nutricionistas Ana Ribeiro e Michelli Andressa Wilhelms; OPET, liderado pela coordenadora do curso de gastronomia Camila Pazzelo, Prof. Fernando Mion e Profª Cacilda Reis e o SENAC através de Eunice de Oliveira.
Estiveram atuando na cozinha: 85 alunos entre quarta, quinta e sexta feira e quase 100 no sábado.
A especial participação da Chef Convidada: Regina Tchelly do Movimento Favela Orgânica, além de levar sua experiência, vitalidade e exemplo a todos os profissionais, atuou como noiva na festa do sábado ao lado do noivo, o popular Vieira Diretor Social do Sindaruc.
Escolas
Foram realizadas palestras e escolas do ensino fundamental para cerca de 1.200 crianças e merendeira, e a nível universitário, 400 pessoas. Na quinta-feira, foi servido almoço para convidados e autoridades para 160 pessoas. Para a festa junina a presença de mais de mil pessoas que também se serviram com produtos feitos dentro do sistema de aproveitamento máximo.
Deste trabalho foi servido um almoço para mais de 100 pessoas no Sindaruc contando com a presença de dois secretários de Estado.
Festa Caipira
A festa caipira teve o tradicional casamento, com a participação das crianças das escolas municipais Leonel Brizola e Érica Plewka Mlyrczyk, para apresentação das quadrilhas juninas. Também foram distribuídos diversos doces e outros alimentos feitos durante o Arraiá Gastronômico.
Além de diversas outras atrações, também foi gravado no local o programa Alysson Brasil.
Avaliando a realização do evento, o presidente do Sindaruc Paulo Salesbram destacou a atuação dos chefs de cozinha e alunos, seu exemplo de dedicação ao que fazem, os parceiros que viabilizaram a grande festa e a dedicação ao colega Diretor Social Volni José Vieira, assim como agradeceu a presença e a participação dos permissionários e familiares que prestigiaram o evento.
O diretor-presidente da Ceasa, Natalino Avance de Souza eestacou a participação dos chefes de cozinha, lembrando também dos alunos de gastronomia e nutrição “que na semana de trabalhos práticos mostraram que é possível melhorar ainda mais o desempenho, evitando perdas e desperdícios dos hortigranjeiros comercializados em todas as nossas unidades”.
Na coordenação deste grande evento, o diretor agrocomercial da Ceasa, João Luiz Simões Cordeiro (João do Suco), emocionado com o resultado da mobilização de tanta gente, destacou que ações como estas mostram que é possível o aproveitamento integral dos alimentos, ao mesmo tempo em que se garante a segurança alimentar. Lembrou ainda que “no último ano, com o Banco de Alimentos da Ceasa conseguimos reaproveitar mais de 5 milhões de quilos de hortigranjeiros, que depois de separados e selecionados foram repassados para as entidades sociais cadastradas junto ao programa. Com estas experiências do Sloow Food, podemos evitar ainda mais o desperdício”.
As oficinas práticas foram comandadas pela chef Regina Tchelly, na Cozinha Industrial da Ceasa Curitiba, criadora do Favela Orgânica, um projeto que nasceu 2011, na comunidade da Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul do Rio de Janeiro, com o objetivo de ensinar moradores da região a aproveitarem os alimentos em sua totalidade. Hoje, famosa em diversas partes do mundo, Regina leva suas oficinas para todo o Brasil, mostrando também este trabalho fora do país.
Com os produtos doados pelos agricultores e atacadistas da Ceasa, ainda bons para consumo, mas fora do padrão comercial, foram feitos vários pratos criativos como a farofa de pinhão, risoto colorido – utilizando talos de brócolis e pimentões coloridos, além de doces e tortas.
João Alceu dos Santos, do movimento Slow Food Pró-Vita, e do restaurante Café da Praça, um dos idealizadores do Arraiá Gastronômico da Ceasa destacou que ao trabalhar com estes alimentos “buscamos transformar e aproveitar ao máximo aquilo que estamos fazendo”.
Parceiros: Ceasa do Paraná, Provopar, Slow Food Pró-Vita, Sindaruc, Gastronomia Paraná, Instituto Estre, Cavo, Faculdades Opet, Puc, Tec-Puc, Senac, Ames de Colombo, Condor, Equílíbrio Nutrição e Café da Praça Gastronomia. Chef’s Executivas: Denise Diedsitsch e Camila Pazzelo.
Escolas Participantes: Leonel Brizola, Érika Plewka, Amplação, Colégio Sagrado Coração Madre Clélia.