Neste dia 17 aconteceu um encontro entre a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa e representantes de jornais de Curitiba e da Região Metropolitana, no Palácio das Araucárias, iniciativa do secretário de Estado da Comunicação Social, Márcio Villela, que também participou da reunião.

A Secretária destacou as principais ações desenvolvidas pela sua secretaria e também apresentou um balanço dos investimentos do Governo do Estado para fortalecer a política de assistência social nos municípios do Paraná. Falou também dos apoios financeiros às prefeituras que aderiram às políticas da Secretaria visando melhorar o atendimento às famílias mais vulneráveis.

A importância do trabalho da assistência para quem vive em situação de risco e vulnerabilidade social no Estado foi destacado por Fernanda ao lembrar que trabalha “com comprometimento e vontade e, por isso, temos alcançado bons resultados que garantiram a redução de 57% da extrema pobreza no Paraná”.

De acordo com Fernanda, em cinco anos, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social investiu R$ 1,04 bilhão no financiamento de projetos, serviços e benefícios nas áreas de assistência social – destes, R$ 150 milhões foram destinados para municípios de Curitiba e Região Metropolitana.

Fernanda aproveitou a oportunidade das perguntas sobre a condição da capital do estado para criticar a não adesão de Curitiba, ou mais precisamente do prefeito Gustavo Fruet aos projetos de sua secretaria aumentando a pobreza da cidade, bem como a número de moradores de rua.

O secretário de Estado da Comunicação Social, Márcio Villela, destacou a importância da parceria com os jornais de Curitiba e Região Metropolitana. Falou também das medidas que vêm sendo adotadas pelo Governo do Paraná na busca por um ciclo virtuoso na área econômica. “O Governo do Paraná pauta suas ações pelo diálogo e pela transparência”, resumiu o secretário.

Para Ricardo Dias, presidente da Associação dos Jornais de Bairro do Estado do Paraná, estes encontros facilitam a divulgação das ações do Governo do Estado. Para ele “É uma maneira eficiente de informar e colocar na vida das pessoas os programas que são essenciais e fundamentais para a comunidade paranaense”.