Nos primeiros textos que redigi para este Jornal, continha uma frase que procuro não esquecê-la, a qual tornou-se um hábito, quase um clichê, porém, creio, nunca ser tarde ou demasiadamente excessivo em reiterá-la: que a arte têm de ir onde o povo está, e não tão-somente atingir a uma pequena casta da sociedade. E por assim dizer, a minha arte segue o seu curso, agora internacionalmente.
Obra que estará exposta no Japão, executada pelo artista Fernando Rosa, intitulada: “Nuances Delirantes da Razão I”, na técnica desenho, dimensão 50cm X 66cm.

 

Devo externar o meu enorme júbilo e satisfação em poder compartilhar com os leitores e amigos a minha participação em três exposições no exterior: sendo a primeira com a apresentação de duas obras executadas na técnica desenho sobre papel, no Museu Casa da Luz, situada na capital Funchal, da Ilha da Madeira, em Portugal, nas datas 05 a 25 de junho do corrente ano, no horário de visitação das 10:00 às 12:45hs e 14:00hs às 18:00hs, e a segunda, também com dois trabalhos na mesma técnica supracitada, a ser realizada no Centro Cultural Bunkamura de Oizumi, na cidade Oizumi, no Japão, nas datas 27 de junho a 29 de junho de 2014, com visitação das 10:00 às 18:00hs e a terceira, igualmente, com duas obras na técnica desenho sobre papel, que serão expostas na Eki Naka Gallery, cidade de Ota-Shi, Estado Gunma-ken, Japão, nas datas 5 à 13 de julho de 2014, no horário das 10:00hs às 18:00hs.

 

Obra que estará exposta em Portugal, executada pelo artista Fernando Rosa, intitulada: “Nuances Delirantes da Razão IV”, na técnica desenho, dimensão 50cm X 66cm.