Simpósio Internacional reúne empresários e especialistas do Brasil e da Alemanha para falar sobre a nova revolução industrial

Especialistas e empresários do Brasil e da Alemanha vão se reunir no Paraná para debater os rumos da Indústria 4.0, considerada a quarta revolução industrial, durante o Simpósio Internacional: Indústria 4.0 – Paraná e Baden-Württemberg. O evento será realizado em três locais: em Curitiba, nesta segunda-feira (28), em Maringá, no Noroeste do estado, na quarta-feira (30), e em Londrina, Norte do estado, na sexta-feira (2). O simpósio é realizado em parceria do Sistema Fiep com o Ministério da Economia, Trabalho e Habitação de Banden-Württemberg, na Alemanha.

O objetivo do evento será discutir com os empresários paranaenses a implementação dessa nova fase da indústria, que começa a dar os primeiros passos também no Brasil. Com palestrantes nacionais e internacionais os empresários paranaenses poderão conhecer maneiras de como implantar, na realidade das indústrias de diversos portes, as mudanças necessárias para se adequar à Indústria 4.0. Serão dados exemplos de soluções aos empresários para que pequenas, médias e grandes indústrias paranaenses possam desenvolver ações e fazer parte dessa realidade.

Entre os palestrantes, estão representantes das empresas: Ferdinand SteinbeisInstitut, Instituto Fraunhofer para Tecnologia de Produção e Automação – IPA, Petrobras – Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas), Elevadores Atlas Schindler, Institutos Senai de Tecnologia e Inovação, Bosch Rexroth, Beckhoff- New Automation Technology, Balluff Brasil, Faculdade de Mecatrônica e Eletrotécnica – HS-Esslingen, Observatórios Sistema Fiep, Festo Brasil Ltda e Rede Estadual Mecatronica Baden-Württemberg.

O Sistema Fiep e o ministério alemão possuem parcerias em projetos desde a década de 1990, com ações como eventos técnicos para disseminar informações e tecnologias entre os dois países; organização de missões em feiras internacionais para conhecer novidades tecnológicas; visitas a indústrias para conhecer tecnologias implantadas; e treinamentos e atualizações técnicas aos colaboradores do Sistema Fiep para a transferência de conhecimentos em inovações de processos e produtos.

Empresas

Segundo o gerente do Centro Internacional de Inovação do Sistema Fiep, Filipe Cassapo, o empresário precisa ter em mente duas palavras importantes quando o assunto é Indústria 4.0: competitividade e produtividade. “Essa oportunidade veio para ajudar o empresário a melhorar a produtividade e a competitividade, além de aumentar as possibilidades de desenvolvimento de seus negócios”.

O tema, de acordo com Cassapo, é novo no Brasil e em outros países, mas, em poucos anos, os novos processos produtivos devem se consolidar. “Temos que catalisar ecossistemas de inovação, em que serão desenvolvidas tecnologias necessárias para abastecer as cadeias produtivas do Brasil e trabalhar em parcerias com outros países onde as tecnologias e processos estão sendo desenvolvidos”, explica.

No Sistema Fiep, funciona a Incubadora de Startups, um verdadeiro celeiro de inovação, no qual estão instaladas empresas de grande potencial de produtividade voltado a Indústria 4.0. Além disto, o Sistema Fiep possui uma rede de laboratórios de pesquisa aplicada, que abastecerão a indústria com tecnologias aplicadas inovadoras.

Educação

Um fator importante que envolve as mudanças da Indústria 4.0 é a educação profissional. Segundo a gerente executiva de educação do Sistema Fiep, Giovana Chimentao Punhagui, a educação na Indústria 4.0, como ocorre no Sistema, precisa ser voltada para inovação, empreendedorismo, resolução de problemas, formação de lideranças, flexibilidade, e competência técnica qualificada. “A educação é um elemento chave para a evolução da força de trabalho. É importante que o ensino dê oportunidade para o desenvolvimento mais estratégico, com construção de habilidades para o mundo da indústria. Nossas linhas de atuação fazem parte desse atendimento às necessidades da indústria”, diz.

Um dos focos do Sistema Fiep para melhorar a profissionalização nessa nova realidade é a gestão dentro da indústria, segundo o gerente de educação superior e talentos do IEL, João Eduardo Malheiros Pereira. “É uma nova indústria que está chegando para ficar e é importante formar gestores que consigam lidar, sobretudo, com o andamento de negócios, domínio sobre processos e projetos”, opina. O IEL é referência no Paraná quando o assunto é a formação de gestores, com cursos de graduação e pós-graduação voltados para a indústria.

Serviço:

Simpósio Internacional: Indústria 4.0 – Paraná e Baden-Württemberg

Curitiba

Data: segunda-feira (28)

Local: Campus da Indústria – Avenida Comendador Franco, 1341, Jardim Botânico

Horário: 9h às 17h30

Maringá

Data: quarta-feira (30)

Local: Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica – Rua José Correia de Aguiar, 361 – Jardim Leblon

Horário: 9h às 17h30

Londrina

Data: sexta-feira (2)

Local: Senai Londrina – Rua Belém, 844, Centro

Horário: 9h às 17h30