As equipes da Prefeitura estão desde a noite de quarta-feira (18/9) nas ruas da cidade atendendo as ocorrências causadas pela forte tempestade que atingiu a capital. Segundo balanço da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, 1.200 pessoas foram afetadas pela chuva que começou às 18h de quarta-feira.

Há 14 equipes de arborização nas ruas de Curitiba desde a noite de quarta-feira para fazer os atendimentos das solicitações relacionadas a quedas de árvores ou galhos em vias públicas. A expectativa é de que até o final do dia desta quinta haja desobstrução de todas as ruas. Até agora, 60% dos casos foram atendidos.

Já estão em andamento trabalhos de retirada das árvores caídas nas ruas Coronel Dulcídio e Gutemberg, no Batel; e da Estrada Guilherme Weigert, no Santa Cândida. São priorizados os casos de obstrução total ou maior de pista, alguns demandam apoio da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) em razão dos fios de alta-tensão.

Foram registradas 52 solicitações de quedas de árvores e galhos grandes pela cidade.

Trânsito O desligamento de energia também afetou vários semáforos na cidade. Na manhã desta quinta-feira a Setran registrava 35 semáforos afetados, entre desligados ou em alerta (piscando em amarelo). Os bairros mais afetados são Boa Vista, Bacacheri, Cabral, Mercês e Rebouças.

Ainda são registrados alguns pontos de alagamentos nas vias, os maiores casos são na Avenida Marechal Floriano Peixoto com a João Viana Seiler, no Parolin, no sentido bairro.

Na Coronel Dulcídio, entre a Brasílio Itiberê e a Petit Carneiro, no Água Verde, há bloqueio total de trânsito por conta de alagamento. A opção de desvio é pela Brigadeiro Franco.

Obras Por causa das fortes chuvas de quarta-feira (18/9), foram adiados os serviços de revitalização do pavimento em seis pontos da Linha Verde. O trabalho estava programado para começar nesta quinta.